Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Se não há voo, há carro. João Aroso “a arrumar as coisas todas” para fazer Rabat - Ceuta - Lisboa

O treinador português, que orienta a seleção sub-20 de Marrocos, está retido no país há vários dias, mas já tem finalmente autorização para sair, mesmo que não haja voo para Portugal, explica à Tribuna Expresso

Mariana Cabral

Getty

Partilhar

“Mariana, daqui a bocado podemos falar melhor? Agora estou a arrumar as minhas coisas todas para estar pronto para sair assim que possível.”

Foi num áudio a partir de Marrocos que a urgência de João Aroso chegou a Portugal, ainda que o treinador esteja longe de conseguir semelhante proeza nas próximas horas.

Depois de vários dias retido em Rabat, onde lidera a seleção marroquina sub-20, João Aroso pode conseguir finalmente regressar a território nacional, para se juntar "à mulher e aos dois filhos menores", mas a viagem não será assim tão linear quanto isso.

"Basicamente não sei se vai haver mais algum voo de repatriamento", contou à Tribuna Expresso, antes de ter de se retirar rapidamente para recolher em malas tudo o que tinha no centro de treinos da seleção. "Já tive uma informação, que não sei se se confirma ou não, de poder haver hoje um, mas não sei se é assim, de momento não me chega informação segura sobre isso", acrescentou, sabendo que o governo local suspendeu os voos internacionais desde sábado e que a federação tardava em deixá-lo abandonar o cargo.

Assim sendo, o treinador de 47 anos, que liderava o Braga B antes de partir para o continente africano, passará ao plano secundário, mais duro e penoso, mas, provavelmente, mais eficaz: "Vou tentar ir de carro para Ceuta, com um colega espanhol".

Dito assim, parece fácil, mas ainda há um longo caminho a percorrer: mais de 300 km separam a capital de Marrocos de Ceuta, num percurso que certamente demorará mais de 3h30.

Lá chegado, João Aroso, devidamente autorizado com um documento governamental, entregue pela embaixada portuguesa, conseguirá entrar em Espanha e, depois, ao que tudo indica, regressar a Portugal, finalmente.

"Falamos mais logo, João. Boa viagem!"

Francisco Trincão, o miúdo ambicioso que levava duras do chato que lhe dava cabo da cabeça para defender

O ex-treinador do Sporting de Braga B, João Aroso, traça o perfil de Francisco Trincão, o jovem bracarense que foi o melhor marcador do Europeu sub-19 (a meias com Jota) e que quer ser "um dos melhores do mundo"