Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Jogadores do Schalke 04 abdicam de parte dos salários

Até 30 de junho de 2020, os jogadores do Schalke 04 aceitaram abdicar de parte do que recebem habitualmente, para que todos os trabalhadores do clube alemão possam manter os respetivos empregos

lusa

Thilo Schmuelgen

Partilhar

Os futebolistas do plantel principal do Schalke 04 vão abdicar de parte dos salários e prémios até final de junho, para ajudar o clube da Liga alemã a enfrentar a pandemia de covid-19, anunciou esta sexta-feira o emblema germânico.

"Os jogadores já tinham assumido a intenção de ajudar o clube e os seus trabalhadores durante esta crise provocada pelo novo coronavírus. Agora, concordaram em abdicar de parte do salário e dos prémios até 30 de junho de 2020", referiu o Schalke, em comunicado divulgado no site oficial.

Os jogadores da equipa germânica querem "assegurar a manutenção dos empregos de todos os trabalhadores do clube", sendo que a decisão tomada pelo plantel "vai ajudar quase 600 pessoas" a enfrentar a crise provocada pela pandemia, revelaram os 'mineiros'.

"O facto de os jogadores estarem cientes da responsabilidade e terem tido este gesto de solidariedade é um sinal de lealdade. Deixaram bem claro o que este clube significa para eles", disse o diretor desportivo, Jochen Schneider.

Outras equipas da 'Bundesliga', como Borussia Mönchengladbach, Bayern de Munique e Borussia Dortmund, já tinham anunciado medidas idênticas, com dirigentes e jogadores a abdicarem de parte dos salários.

A Liga alemã de futebol está suspensa desde 16 de março e assim permanecerá, pelo menos, até 30 de abril, devido à pandemia de Covid-19.