Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Há 72 agentes da arbitragem prontos para o regresso da I Liga (e um outro que testou positivo)

O Conselho de Arbitragem anunciou que os árbitros estão prontos para voltar ao ativo, mas José Rodrigues, que testou positivo, e André Castro, enfermeiro, ficam de fora

lusa

NurPhoto

Partilhar

Um total de 72 agentes da arbitragem vão ser utilizados na retoma da Liga portuguesa de futebol, prevista para 3 de junho, anunciou hoje o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O organismo informa que para além dos 21 árbitros C1 (categoria principal), vão participar nos jogos 38 árbitros assistentes e mais 10 árbitros C2 Elite, na função de quarto árbitro. O grupo fica completo com três especialistas VAR.

A FPF revela que os agentes de arbitragem, como o staff de apoio, estão a ser submetidos ao protocolo de testes definido pela Direção-Geral da Saúde e têm “acompanhamento clínico permanente” da Unidade de Saúde e Performance da FPF.

José Rodrigues tem covid-19

José Rodrigues, árbitro da categoria C2 Elite nas competições profissionais de futebol, testou positivo a covid-19, revelou hoje a Federação Portuguesa de Futebol.

“O Conselho de Arbitragem informa que o árbitro C2 Elite José Rodrigues testou positivo para SARS-CoV-2, encontra-se bem e continuará a ser acompanhado pela Unidade de Saúde e Performance da FPF”, revelou o organismo.

José Rodrigues ainda não arbitrou qualquer desafio da I Liga esta época.

Por ser enfermeiro, e como tal de grupo de risco, José Rodrigues, assim como André Castro, não seria nomeado pelo CA.

"Por se integrarem num grupo de risco, o Conselho de Arbitragem entendeu que não deveriam regressar aos treinos com os restantes elementos e não estarão em atividade neste período da Liga NOS", lê-se no comunicado da FPF.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho.

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Árbitros, treinadores e jogadores: a história dos atores que afinal são meros figurantes

"O futebol profissional português vai regressar e vai regressar sem ter ouvido a voz de quem lhe dá corpo e alma. A voz de quem lhe dá vida e cor: jogadores, treinadores e árbitros", lamenta Duarte Gomes