Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Crónica

Fui benfiquista, tornei-me braguista e hoje comentador desportivo de meia tigela: a contracrónica do Braga - Benfica de Luís Aguiar-Conraria

O jogo quase que morreu com a expulsão de Fransérgio. Se percebi bem, em duas faltas, levou dois amarelos. Acabou, assim, por ser o responsável principal pela derrota do Braga. Mas responsabilidade não é culpa. O segundo cartão amarelo e expulsão foi um exagero. Não lhe consigo assacar culpas

Luís Aguiar-Conraria

Octavio Passos

Partilhar

Devo ser um exemplo de como evoluiu a relação entre o Sporting Clube de Braga e a sua cidade. Quando vim para cá, em 1998, era uma cidade benfiquista. Mesmo nos jogos entre Braga e Benfica, quando ouvia festejos nos cafés, eram por golos do Benfica. Também eu era benfiquista e, portanto, enquadrava-me.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler