Tribuna Expresso

Perfil

  • O melhor João Sousa ainda não chega para Nadal

    Diário

    O português perdeu com o espanhol que muito raramente perde e muito dificilmente perderia contra ele, ou contra quem fosse. João Sousa sai (6-2, 6-2 e 6-2) de Wimbledon nos oitavos de final com a melhor prestação de sempre de um tenista português. Com ele, além da história leva 196 mil euros no bolso

  • Bruno de Carvalho: “Se houvesse uma imagem minha a rir-me como Varandas naquela altura em Alcochete, já estava preso em Guantánamo”

    Diário

    Justiça, procuradores, antigos empregados, antigos colegas na direção do Sporting e aqueles que diz fazerem parte do “sistema” do clube de Alvalade. Na semana em que se cumpriu um ano da sua destituição da presidência do Sporting, ninguém escapa às críticas de Bruno de Carvalho, numa entrevista que pode ler na edição em papel do Expresso este sábado

  • Muito importa, muito importa se Portugal joga bem ou mal

    Diário

    O extraterrestre do costume decidiu sozinho, mais uma vez, o que coletivamente parecia indecidível, mas o facto de Cristiano Ronaldo continuar a ser um futebolista capaz de se sobrepor ao contexto não altera o que ainda é a seleção como equipa: um conjunto de jogadores muito bons que, juntos, não têm bola nem jogaram bem

  • Jogar por dentro para dificilmente alguém ser melhor do que nós

    Diário

    Se há Bernardo Silva, João Félix e Bruno Fernandes, tanta gente com cabeça, pés e potencial para tocar a bola ao centro, talvez seja altura de Portugal apostar no jogo interior para criar jogadas que acabem - em vez de apenas passarem só porque sim - em Ronaldo. A seleção defronta esta quarta-feira (19h45) a Suíça no Estádio do Dragão para as meias-finais da Liga das Nações

  • Uma final para ingleses e pacientes

    Diário

    Depois de cinco anos de domínio espanhol, a Liga dos Campeões decide-se este sábado entre duas equipas britânicas. Um finalista repetente, o Liverpool de Jurgen Klopp que chega a Madrid após um percurso feito de várias provas de sobrevivência, e um estreante Tottenham, um clube em ciclo de afirmação sob o comando de Mauricio Pochettino. Vencer em Madrid será, em qualquer dos casos, a afirmação de projetos pacientes e definidos na sua identidade

  • Um de mão na Taça, outro o diabo na cruz

    Diário

    Na maior parte das vezes, a final da Taça de Portugal é muito mais do que uma final de uma competição. Agendada para encerrar a temporada, no relvado do Jamor encontram-se linhas que, ora apontam para a morte, ora encontram neste jogo a força necessária para um regresso à vida. Sérgio Conceição fecha o ano depois de uma desilusão no campeonato, onde se viu ultrapassado pelo Benfica, enquanto Marcel Keizer se mantém numa longa carta de apresentação que não desvenda a nebulosa sobre as suas qualidades

  • Aleksander Ceferin, presidente da UEFA: “As cinco maiores ligas deviam dar dinheiro às dos países pequenos”

    Diário

    Em entrevista à “Der Spiegel”, revista alemã parceira do Expresso no consórcio EIC, Aleksander Ceferin garante que os grandes clubes europeus nunca irão abandonar a UEFA para criar a sua própria competição. E defende que as cinco ligas mais poderosas da Europa passem a dar dinheiro às ligas mais pequenas, se elas venderem direitos de transmissão dos seus jogos nesses mercados

  • Os 5 pontos que faltavam à Liga Portuguesa 2018/19

    Diário

    Acabou a edição 2018/19 de uma Liga portuguesa na qual as frases feitas parecem ter sido contrariadas a toda a linha. O campeão terminou a época com um treinador em estreia e um craque recém-chegado ao futebol profissional, o vice-campeão apostou tudo na experiência e falhou o título, o Sporting renasceu nas asas de um jogador que elogia rivais em público e a Europa já não é o desejo da classe média. Tradição, só a do Tondela, que voltou a salvar-se na última jornada. São estes os 5 pontos que faltavam para fechar de vez esta época da Liga Portuguesa

  • Duas derrotas em três dias: os dias conturbados do juiz do caso de Alcochete

    Diário

    Há três dias, o Tribunal da Relação contrariou Carlos Delca e deu luz verde para a libertação de um arguido que tem uma avó invisual para cuidar em casa. Esta segunda-feira, um advogado do processo pediu para o magistrado ser afastado, voltando a estragar as contas ao andamento do caso. A 21 de setembro, 23 arguidos da Juventude Leonina serão imediatamente libertados caso não haja uma decisão do juiz de instrução

  • Nicolau Von Rupp não é nenhum herói

    Diário

    Por admissão própria, nada faz de extraordinário quando se atira a ondas monstruosas com mais de 20 metros. Nicolau Von Rupp recebeu um 'wildcard' para participar no Big Wave Tour e, diz à Tribuna Expresso, quer ganhá-lo nos próximos cinco anos. Sempre achou a competição “injusta”, mas será o segundo português a competir no circuito das ondas gigantes, que “já não é um desporto de psicopatas”

  • Este texto é para quem não gosta de futebol

    Diário

    Dois jogos loucos, 12 golos e umas meias-finais rocambolescas depois, a provável melhor Liga dos Campeões de sempre lembrou-nos que, por mais letárgico que pareça estar, o futebol está vivo. Em 180 minutos, submeteu-se à melhor e, ao mesmo tempo, mais improvável provação possível para nos mostrar que sim, ainda é um espetáculo

  • A águia voa ou caminhará sobre o arame em Braga, sem olhar para baixo

    Diário

    Na Pedreira, sê equilibrista. O Benfica terá de estar ao seu maior nível e voar sobre Braga, ou então está obrigado a equilibrar-se ao máximo e atravessá-la sem tremer ou olhar para baixo. Pé ante pé, do betão de uma laje para o betão da outra, sem cair dos cabos que sustentam a dispendiosa maravilha arquitetónica de Souto Moura. Se não for para grandes voos, é pôr olhos no Cávado para que não haja distrações, ou a queda será certamente fatal, e o FC Porto fará a festa. A águia ainda depende de si

  • Algum heavy metal para o FC Porto e mais três reflexões: o regresso da Champions

    Diário

    Quatro jogos que se esperam enormes, quatro choques gigantescos de alta voltagem, com muita emoção à mistura, e expectativas para o que conseguirá o FC Porto, que defronta o carrasco de há um ano. Os favoritos estão bem identificados, mas os rivais prometem lutar até à exaustão e nada é dado como garantido. Eis os quartos de final da Liga dos Campeões mais disputada dos últimos anos

  • A kryptonite de Grimaldo no dérbi do erro e da classe individual

    Diário

    O dérbi não foi bonito, mas intenso: é cada vez mais o que se pode esperar em Portugal de um jogo desta grandeza, em que a emoção é quase sempre desculpa para a falta de critério e definição. Em Alvalade, um jogador veste mais uma vez a capa de super-herói e resolve, aliando-se à fragilidade inesperada do rival. A análise à lupa de um jogo em que a arrogância teve novamente final infeliz

  • É favor evitar títulos com traumatismo, caro Portugal

    Diário

    Vem aí o Euro mais extravagante, o das 12 cidades, e será a viajar pela Europa que Portugal terá de defender o seu título, conquistado há quase três anos com uma série de empates, prolongamentos e penáltis a desempatar, e o tal pontapé de um anti-herói a carregar confiança sobre-humana e, provavelmente, o recalcamento dos desejos frustrados de 2004, mas também de 1984, 2000, 2012. Antes, porém, há uma fase de qualificação para vencer, que começa já com embates na Luz frente a Ucrânia (primeiro) e Sérvia (depois). Luís Mateus analisa o adversário do embate inicial

  • Como é que me perdoo?

    Diário

    Florenzi chorou intensamente depois de cometer um penálti desnecessário contra o FC Porto em noite de Liga dos Campeões, numa falta que custou a eliminação da Roma. Paulo Madeira, Tuck e Jorge Silvério ajudam-nos a perceber a anatomia do erro e a maneira de derrotar o sentimento de culpa

  • Como Lage ganhou o clássico: a análise definitiva

    Diário

    Bruno Lage começou por ganhar os jogadores, depois os adeptos e Luís Filipe Vieira e pode ter vencido no Dragão o primeiro troféu. Faltam-lhe dez finais, tem o conforto de poder empatar uma delas e conseguiu aquilo que muitos achavam impossível: uma recuperação épica com uma equipa que estava muito fragilizada. Frente ao campeão, no estádio do campeão em título, e que até teve a renovação de Sérgio Conceição a aportar um estado ainda mais emocional - de confiança - ao lado portista do clássico, fez vingar as suas ideias. Luís Mateus explica-lhe como

  • Como duas canções explicam quase tudo sobre o FC Porto-Benfica

    Diário

    Dois clássicos do futebol e um Festival da Canção entram num bar. É sábado à noite e vai ser preciso sincronizar os relógios para não perder pitada da muita ação que nos será oferecida via televisão. Enquanto em Portimão se escolherá o representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção (RTP1, 21h), no Estádio do Dragão arrumam-se as peças para o ataque ao título na Liga Portuguesa (Sport TV, 20h30). E tudo isto precedido por uma espreitadela a Madrid, onde Real e Barcelona se voltam a encontrar (Eleven Sports 1, 19h45), agora com o foco em LaLiga