Tribuna Expresso

Perfil

Diário

“O mundo do futebol é a mesma porcaria há anos. E continua”: a primeira entrevista de Rui Pinto desde que está preso em Portugal

O rosto do Football Leaks falou à revista “Der Spiegel” sobre a sua detenção, o estado atual dos negócios do futebol e o processo de que é alvo

Christoph Winterbach e Rafael Buschmann (Der Spiegel)

Maria Feck

Partilhar

Rui Pinto acredita que o Football Leaks teve vários méritos, mas lamenta que os negócios obscuros no futebol continuem e que a agenda continue a ser ditada pelas mesmas fontes de poder. “É a mesma porcaria há anos. E continua”, afirmou Rui Pinto em entrevista à revista alemã “Der Spiegel”, realizada na passada segunda-feira em Lisboa e publicada esta sexta-feira pela revista.

Na entrevista à “Spiegel”, que o Expresso publicará na sua edição deste sábado, Rui Pinto analisa o impacto das revelações do Football Leaks e de quase um milhar de notícias publicadas pelos meios que integram o consórcio de jornalismo de investigação EIC - European Investigative Collaborations (de que o Expresso e a Spiegel fazem parte) ao longo dos últimos três anos.

“No ano passado a Der Spiegel e o EIC revelaram como os grandes clubes da Europa planeavam juntar forças para uma Superliga exclusiva. Depois da publicação, todos negaram essas notícias. Mas reparem nas notícias mais recentes. Florentino Perez, o presidente do Real Madrid, criou uma nova associação internacional de clubes, que irá concorrer com a UEFA e a Associação de Clubes Europeus. Eles querem fazer a Superliga. É a mesma porcaria há anos. E continua”, afirmou Rui Pinto na entrevista.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante