Tribuna Expresso

Perfil

Diário

Benfica quer decisão que CMVM nunca tomou: a história de uma OPA que não aconteceu

Mesmo sabendo da intenção de chumbo da OPA, o Benfica avançou para o pedido de retirada da OPA devido à covid-19

Diogo Cavaleiro

TIAGO MIRANDA

Partilhar

O Benfica pediu à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) para que a oferta pública de aquisição (OPA) que lançou sobre a sua sociedade anónima desportiva (SAD) caia, não por um chumbo mas sim pela sua retirada voluntária, devido à “alteração das circunstâncias” por conta da covid-19. Só que esta é uma decisão que nunca foi tomada pelo regulador do mercado de capitais. E que, na verdade, obriga a uma análise aprofundada sobre quais os motivos que levaram ao lançamento da OPA.

Neste momento, o clube presidido por Luís Filipe Vieira está nas mãos da CMVM em dois campos: o chumbo da OPA ou a sua eventual revogação a pedido.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI