Tribuna Expresso

Perfil

Diário

Justiça francesa quer reunião com Rui Pinto. Objetivo: desencriptar os discos rígidos

Procurador francês que investiga criminalidade económica contactou autoridades portuguesas esta semana

Miguel Prado

Rui Pinto é acusado de 90 crimes relacionados com o Football Leaks

Nuno botelho

Partilhar

A Justiça francesa quer aproveitar o facto de Rui Pinto já não estar em prisão preventiva e de as restrições de circulação da pandemia se terem atenuado para inquirir o autor de Football Leaks e obter as senhas que permitirão às autoridades francesas aceder aos discos que Rui Pinto entregou antes de ser detido em Budapeste, em janeiro de 2019.

Um procurador do Parquet National Financier (PNF), departamento do Ministério Público francês responsável pela investigação da criminalidade económica e financeira, enviou esta semana ao Tribunal Central de Instrução Criminal uma carta manifestando o seu interesse em ouvir Rui Pinto e anunciando que em breve formalizará um pedido de cooperação às autoridades portuguesas.