Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Diário

NBA: Lebron James olha para cima e vê Kobe

Extremo pode chegar ao quinto título, igualando Bryant. E os Lakers são os favoritos na nova época, que arranca já esta madrugada

Lídia Paralta Gomes

LeBron festeja com os colegas o título conquistado em outubro

Douglas P. DeFelice/Getty Images

Partilhar

O mundo pode estar em suspenso, mas o tempo não pára. Em março, a NBA carregou no botão de pausa quando apareceram os primeiros casos de covid-19 entre jogadores e só voltaria a haver basquetebol em finais de julho, com a liga entrincheirada numa bolha na Florida e jogos até outubro, coisa nunca antes vista. Pandemia oblige. O planeta, esse, continuou a fazer o seu movimento de translação e agora é preciso ir em busca do tempo perdido. Por isso, dois meses depois de LeBron James levar os LA Lakers ao título, o 4º do jogador e o 17º da equipa, a NBA está de regresso na terça-feira, após a off-season mais curta da história das grandes ligas norte-americanas.

A data, diga-se, é tudo menos inocente. Os jogadores, ainda de pernas doridas, a recuperar dos meses em que estiveram presos na redoma de Orlando, bem queriam uma temporada a arrancar apenas em janeiro, mas com a crise à vista e grande parte das arenas sem poderem vender bilhetes pelo menos na fase inicial da época, as audiências dos dias de Natal, das mais altas da época, não se podem desaproveitar. Há ainda a questão dos Jogos Olímpicos, que obrigam a temporada a terminar, o mais tardar, em julho.