Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Jesus, Maria, o rei Mago e o Pai Natal, filhós e o ver se te avias deste presépio de Diogo Faro

O humorista e apresentador de TV usou as figuras do presépio para a análise aos jogadores do Sporting que foram derrotados em Guimarães

Diogo Faro

SOPA Images

Partilhar

RENAN RIBEIRO

Nesta época natalícia, fez tudo o que pôde, deu o máximo, atirou-se tanto quanto podia, estica-se quase até deslocar os ossos das articulações, foi Jesus Cristo, nosso salvador. Salvou-nos a uma goleada, pelo menos. Mais do que fez era difícil.

BRUNO GASPAR

Tem nome de Rei Mago (aceitando que os outros são o Rúben Belchior e o Fábio Baltazar), mas nem isso o ajudou a salvar da destruição o frágil presépio que foi a nossa defesa.

ANDRÉ PINTO

Foi José no presépio. Um pai desleixado que não ajuda grande coisa nas tarefas da casa e deixa Jesus à sorte do destino.

MATHIEU

Maria, Nossa Senhora da Defesa. Tenta zelar por todo o presépio, deixar Jesus a salvo e ainda ralhar com José e tentá-lo pô-lo na ordem. Não houve um milagre que a apoiasse.

ACUÑA

Para fechar o presépio, o cão-de-guarda. “ó Faro, já estás a inventar! Os animais do presépio são um burro e uma vaca!”. Verdade, mas devem concordar comigo que era indelicado atribuir ao Alcuña qualquer um desses postos no presépio. Como todos os colegas da defesa, não teve uma noite inspirada, mas também não me vou pôr aqui a insultá-lo.

GUDELJ

Se quisermos continuar estas analogias próprias da época, podemos dizer que o Gudelj esteve no meio-campo como eu estou num centro comercial na altura do Natal: rodeado de gente e completamente perdido..

JOVANE CABRAL

Um remate aqui e ali, um sprint ou outro, mas com a desinspiração de quem dá cheques Fnac como prenda de Natal.

MIGUEL LUÍS

É criança, e por isso é compreensível que estivesse desconcentrado e já só a pensar nos jogos de PlayStation que vai receber dos pais amanhã.

BRUNO FERNANDES

Precisávamos que fosse a estrela no cima da árvore de Natal, que fosse a lareira que aquece a família reunida na sala, que fosse a música que as crianças alegres cantam depois do jantar de consoada. Gostaram de todas estas metáforas? Óptimo. Foi pena hoje o Bruno não ter conseguido ser nada disso.

BAS DOST

Trocava todas as prendas que vou receber por dois golinhos do Pai Dost neste jogo. À partida também só vou receber livros uma camisola ou outra, não é como se fosse receber um palácio e uma mala cheia de notas de 500. Mas o que conta é a intenção.

DIABY

Habituou-nos mal nos últimos jogos, sempre a jogar bem e a marcar. De repente, fazer este jogo foi como estar a levar a última filhós da casa à boca e teu primo mais gordo roubar-ta, metendo-a à boca sem te dar hipótese. Uma tristeza.

PETROVIC

Espectacular entrada a servir absolutamente para nada.

RAPHINHA

Bom ter voltado, mau não ter conseguido marcar.