Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Diogo Faro não vai alinhar no chorrilho de críticas a Ilori, mas tem uma sugestão: Nova Iorque é um sítio bem bonito para se ficar a viver

Depois do empate do Sporting frente ao Liverpool (2-2), nos EUA, Diogo Faro tem uma sugestão para Tiago Ilori: ficar a viver em Nova Iorque, essa cidade tão bonita. Ah e... #ficaBruno

Diogo Faro

Andrew Powell

Partilhar

RENAN

Às vezes deixamo-nos levar pelo contexto, o que acaba por influenciar muito o nosso desempenho em determinadas situações, sem que consigamos propriamente controlar isso. Sempre que entro num bar, peço uma cerveja. Não tenho culpa. O Renan ontem defendeu com luvas de baseball e aquilo não dá jeito nenhum para futebol. Por isso é que as bolas lhe batiam sempre na mão e nunca as agarrava. Não teve culpa.

BORJA

Difícil o desafio de parar Origi ali na lateral, claro. Mas tal como o compatriota Pablo que é, não há linha que não controle.

LUÍS NETO

Não veio para andar a brincar aos centrais. Limpou todos os lances de perigo para a nossa baliza, que lhe eram humanamente possíveis limpar. E tem ainda mais mérito tendo em conta que vieram quase todos do Ilori.

MATHIEU

Preocupa-me que tenha exactamente o mesmo tom de cabelo do Boris Jonhson, não vos vou mentir. Assim como o facto de este ter chegado a Primeiro-Ministro britânico me faz pensar que o mundo vai como o remate do Mathieu na segunda parte: para o lado contrário ao suposto.

ILORI

Desculpem, mas não vou alinhar no chorrilho de críticas que têm sido dirigidas ao Ilori, só porque ele foi mais perigoso que o Salah seria, se tivesse jogado. Agora, não posso dizer que era má ideia que, ainda em Nova Iorque, o passaporte do Ilori desaparecesse “misteriosamente”, ou que alguém lhe pusesse um saquinho de droga na mala a caminho do aeroporto e depois fizesse uma denúncia anónima. Nova Iorque é um sítio bem bonito para se ficar a viver, era só por isso.

DOUMBIA

A fasquia da minha expectativa para este jogo do Doumbia estava baixíssima. Só tinha de ser ligeiramente melhor que o Gudelj, mesmo sendo contra o Liverpool. E foi. Espectacular. Eu sei que isto é como esperar que Martin Luther King tenha sido menos racista que a Fátima Bonifácio, eu sei. Mas eu venho escaldado da última época. Prometo, entretanto, passar a exigir mais dele.

BRUNO FERNANDES

Esteve envolvido em todos os golos do Sporting desta pré-época. Todos. E no fim do jogo o Klopp ainda o agarrou e quase o beijou na boca. Se isto fosse numa discoteca, e se eu o Bruno fosse a minha namorada e eu fosse um macho latino (daqueles que acham que as namoradas lhes pertencem), era capaz de dar porrada. Como não se verifica nada disto, vou só ficar no sofá a chorar enquanto o vejo cada mais perto de nos abandonar.

Para os que não repararam, revejam o lance em que ele faz um sprint desde o meio do meio-campo do Liverpool até quase à nossa pequena área, para fazer um corte providencial nas costas do Ilori. Épico. Mítico. Único. #ficabruno

VIETTO

Fez duas fintas nos 60 minutos que jogou. Ora, isto fazendo as contas dá aproximadamente 0,03 fintas por minuto. Tendo em conta que nenhuma delas serviu para nada, é como se tivessem sido várias fintas. Ou seja, foram 60 minutos que não serviram para nada. Tal como as minhas contas.

WENDEL

Se disser que sou muito fã de determinada direita brasileira, nos tempos que correm isto é capaz de ficar muito estranho. Para que não haja equívocos, falo da perna do Wendel, não de política.

LUIZ PHELLYPE

A 5ª Avenida, a Estátua da Liberdade, a Broadway, as grandes lojas, os prédios infinitos, os melhores restaurantes, a cidade que nunca dorme. Nova Iorque é uma cidade maravilhosa e espero que o Luiz tenha aproveitado bem a visita. Depois, quando voltar, se quiser jogar à bola também já pode.

RAPHINHA

Jogo pouco inspirado, provavelmente por estar confuso com as linhas de baseball que se viam no campo. Fez daqueles sprints que se fazem para impedir homeruns, mas não era o desporto que as equipas estavam a jogar o que, parecendo que não, não ajuda ninguém.

THIERRY

Bom jogo do miúdo. Só pecou por ter substituído o Borja em vez do Ilori.

JOVANE - BAS DOST - COATES

Entraram naquela fase em que só dava Liverpool, mas destes sabemos com o que contar quando for a sério.