Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Diogo Faro não se quer entusiasmar mas neste momento só se alegra com a esperança que Bolasie salve os tempos negros que se avizinham

O Sporting empatou no Bessa (1-1), na 5ª jornada da Liga, e Diogo Faro revela o diálogo entre Renan e Luís Neto que antecedeu o golo do Boavista

Diogo Faro

MIGUEL RIOPA

Partilhar

RENAN RIBEIRO E LUÍS NETO

Diz o Luís para o Renan:

- Renan, quantos queres na barreira? Estes (e estica 3 dedos)?

- Estes? Você não sabe dizer “três”?

- Eh pá, sei. Mas era mais fácil. Que chato. Vá, diz lá.

- Que burro, mas enfim. Sim, pode ser três. Se calhar até é demais.

- Não é melhor 4 ou 5?

- Não, cara! ‘Tá bom! O Marlon sabe lá o que é chutar uma bola.

Marlon chuta. A bola passa por ali no sítio onde podiam estar aí mais um ou dois jogadores a fazer barreira.

Golo do Boavista.

MATHIEU

Fez um remate que parecia um corte. Fez um corte que parecia um remate. E ainda teve de fazer um sprint no qual quase deslocava a anca para fazer um corte fundamental depois de o Eduardo enterrar. Péssimo domingo para ele.

BORJA

Borja é o nome de uma personagem do Afonso Cruz no livro Jesus Bebia Cerveja. No livro, este Borja tem quase 80 anos. No jogo, o outro Borja também parecia ter essa idade.

DOUMBIA

Falhou uns 17 passes. Mas de resto, irrepreensível!

ACUÑA

Grande performance em todas as vertentes para as quais foi chamado a intervir: judo, muay thai, taekwondo, kickboxing e porrada de rua. E pelo meio ainda fez teve tempo de fazer um cruzamento ou outro. Que atleta.

WENDEL

Não quero estar aqui a fazer queixinhas, mas se ele não tivesse feito aquele passe fraquinho como um pintainho que o fez ir a correr atrás do outro e fazer falta, levar amarelo, originar aquela conversa entre o Renan e o Neto, e ainda ser golo do Boavista, talvez tivéssemos ganho. Mas também não é de bom tom estar para aqui a fazer queixinhas. Não me fica bem.

BRUNO FERNANDES

Andou o jogo todo com o Carraça atrás (sim, fazendo jus ao nome e esta referência é básica mas tinha de ser feita porque estávamos todos a pensar nela e depois ficava um elefante na sala. E elefantes na sala são chatos. Quase tão chatos como não ganhar jogos.), e só depois percebi o que o Bruno estava a fazer. Estava a conquistar o Carraça com palavras de amor e carinho. A recompensa veio em forma de desvio no livre que deu o golo do Bruno. Que bonito.

PLATA

Muito, muito bom. Os dribles, os passes, as desmarcações e os cruzamentos, que fez ali durante 7 minutos da segunda parte. Agora é tentar fazer isso mas durante o jogo todo. Força, miúdo!

BOLASIE

Não gosto de me entusiasmar demasiado ao primeiro jogo que vejo de um jogador, porque depois o defraudar de expectativas pode ser muito mais doloroso. MAS A VERDADE É QUE O ADOREI E TENHO ESPERANÇA QUE MARQUE MUITOS GOLOS E QUE SALVE OS PRÓXIMOS TEMPOS QUE SE ANUNCIAM NEGROS SE CONTINUARMOS A JOGAR ASSIM.

Desculpem. Deixei-me levar.

JESÉ

Sim. Tal como muitos de vocês, quando o vi a chegar ao Sporting a primeira coisa que pensei foi “a este vou ver mais no Lux do que no campo”, mas se calhar precipitei-me. Ele até se esforçou e ainda fez umas coisas interessantes. Mas também pode ser sido só para eu não ter razão e isto começa a descambar num instante.

EDUARDO

Entrou e ia sendo fundamental. À vitória do Boavista.