Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Rui Patrício sofreu dois golos, nenhum foi um frango e lá nos safámos do trocadilho Chicken Kiev

Para lá da constatação relativa ao guarda-redes da seleção nacional, Diogo Faro continou a retirar o positivo de um resultado negativo e ainda viu "um excelente corte" de João Félix a remate de Bernardo Silva, além de "um jogo à Putin" de Rúben Dias, que "fingiu-se de amigo, mas esteve implacável"

Diogo Faro

SERGEY DOLZHENKO/Lusa

Partilhar

Rui Patrício

Apesar dos dois golos sofridos, felizmente nenhum deles foi um frango. Caso tivesse sido, eu sentia-me à vontade para dizer que tinha havido Chicken Kiev e vocês iam ter que ler esse trocadilho ridículo. Safámo-nos de boa.

Pepe

Se o nosso selecionador fosse o Joaquim Rita, o Pepe tinha ido lá para a frente logo para aí aos 60 minutos de jogo e ainda tínhamos ganhado por uns 17-2. Aliás, se assim fosse, éramos campeões da Europa e do Mundo para sempre porque ele sabe mais do que a gente no mundo. Que pena ser só comentador.

Rúben Dias

Fez com a Ucrânia um jogo à Putin. Fingiu-se de amigo, mas esteve implacável. Ficamos à espera de uma foto em tronco nu a andar de cavalo ou a pescar trutas.

Nélson Semedo

Prestação espectacular nos 4x100 ali no corredor direito. Falhou por vezes a passagem do testemunho ao Bernardo Silva, mas com certeza que vai trazer uma medalha para casa nos próximos Jogos Olímpicos.

Raphaël Guerreiro

Naquele lance do segundo golo, foi mais anexado pelo relvado do que a Crimeia pela Rússia.

João Moutinho

Jogou ali na zona central, no meio do terreno, no centro das operações. Com tanto passe falhado, estamos em condições de afirmar que foi um desastre nuclear.

Danilo

Arrogante da parte dele, aquilo de no fim do jogo se pôr a armar e mostrar que consegue acertar mesmo no ângulo. Não estás no recreio a jogar aos postes com os teus amigos, Danilo. Eu achei excelente, atenção. Mas há muito velho por essas tascas fora que ainda agora estão a gritar contigo, quase sem fôlego para pedir mais um “copo de três”.

Bernardo Silva

O Bernardo tentou tudo. Rematou com o esquerdo, com o direito, com a cabeça. Tentou fintar todos e entrar com a bola. Tentou a via diplomática e encetou negociações com o guarda-redes ucraniano para que não tivesse que fazer uma invasão agressiva ao seu território. Mandou até um drone com a bola para ver se entrava, mas nada.

Ronaldo

Tal como o Joaquim Rita fez questão de dizer 756 vezes, aproximadamente, a falha de marcação no primeiro golo ucraniano é dele. E acho bem que seja altamente criticado. Não é por, à altura, já ter marcado 699 golos na carreira que tem direito a falhar seja o que for. Até acho que todos os canais nacionais deviam passar imagens do Joaquim Rita a criticar o Ronaldo até ao amanhecer para ver o se o país acorda para esta vergonha.

Gonçalo Guedes

Adorei aquela voltinha à Zidane, não vos vou mentir. Foi elegante, sofisticada, retorcida, malévola, e acima de tudo foi única. Única no sentido de não ter feito mais nada de relevo no jogo.

João Félix

Excelente corte a remate de Bernardo Silva. Ainda por cima, segundo os comentadores, era golo quase certo. Leigos como nós, poderíamos achar que havia dezenas de hipóteses para o fim daquele lance. Mas os comentadores têm um Doutoramento em Física e conseguem a olho nu calcular logo a trajectória da bola, assim que sai do pé de um jogador, e complementam com um Mestrado em Psicologia que lhes permite perceber imediatamente que o guarda-redes não estava em condições mentais de chegar à bola. Isto tudo, claro, se o Félix não a tivesse cortado.

Bruno Fernandes

Poupadinho, poupadinho. Assim é que é, que está aí à porta o jogo com o Alverca para a Taça. Tendo em conta que estamos a lutar pelas taças outra vez e que o campeonato já foi ao ar, precisamos dele fresquinho.

Bruma

Fintou todos os ucranianos, essa ninguém lhe tira. Suspeito até que por esta hora continue algures por Kiev com uma bola a fintar ucranianos na rua.