Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Diogo Faro tem a receita para Wendel: de dois em dois meses, não há TV, PlayStation e jantares no Olivier para ninguém

O humorista Diogo Faro escreveu sobre o triunfo do Sporting em Barcelos, diante do Gil Vicente, a contar para a Taça da Liga

Diogo Faro

TIAGO PETINGA

Partilhar

RENAN RIBEIRO

Muito bem pensado. Para a competição menos importante, jogamos com o miúdo e (sem que ele tenha tido grande culpa) levámos 3. Ainda bem que, agora que era mesmo importante por ser a Taça da Liga, tínhamos o Renan para garantir que não levávamos nenhum.

NETO

Quando duas coisas são enormemente diferentes, costuma-se dizer que a diferença é “como do dia para a noite”. Acho que podemos actualizar e passar a dizer “como do Neto para o Ilori”.

COATES

Esteve bem o jogo todo. Tanto nos lances que conseguiu cortar, como naqueles em que ficou só a olhar para a bola a sair dos pés deles e a desejar ardentemente que não fosse para ao fundo da baliza do Renan.

RISTOVSKI

De volta à titularidade por ser muito amigo do Bruno Fernandes. Não é que jogue mal, evidentemente, mas não há ninguém que fiquei mais feliz com os golos do Bruno do que ele Nem a própria mãe.

ACUÑA

O quarto árbitro disse, como se leu claramente nos lábios, “A Bola de Ouro devia ter ido para o Ronaldo e não para o palhacinho anão do teu país, foi um roubo”. O resto foi a reacção habitual do Acunã.

DOUMBIA

Fez um passe quase importante, que começou um jogada um pouco menos importante, que resultou num cruzamento nada importante e que culminou num cruzamento insignificante.

WENDEL

A melhorar a cada jogo. De dois em dois meses é mandá-lo para o castigo – sem TV, PlayStation e jantares no Olivier – para manter assim sempre o nível de qualidade de jogo.

MIGUEL LUÍS

Mais um bom jogo em que quase marcou, como quase marcou em todos os jogos que fez. É continuar assim e lá para 2054 volta a marcar.

BRUNO FERNANDES

Está tão farto de ser o único a brilhar que fez de propósito para estar fora-de-jogo no primeiro golo que marcou, para dar oportunidade aos colegas. Vendo que não davam conta do recado, lá teve que, como sempre, chegar-se à frente.

BOLASIE

Se marcar em fora-de-jogo contasse pelo menos para as estatísticas, já não estava sem marcar um golo há 4 meses e 3 signos.

LUIZ PHELLYPE

Uma cabeça poderosíssima à figura, contra o colosso Gil Vicente. Está pronto para dar o salto para o Real. Madrid ou Massamá, não sei bem.

VIETTO

Golinho de classe, a passe do amigo Bruno Fernandes. Que surpresa, o Bruno a fazer o mesmo todos os jogos. O Bruno é o Sísifo do Sporting.