Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

O chinquilho de Maximiano, o Spotify de Ristovski, o Rei do Reggaeton e um grande artista francês (por Diogo Faro)

Victor Hugo, Proust, Simone de Bouvoir, Marguerite Duras, Albert Camus, Henri Matisse, Cézanne, Monet, Rousseau, Debussy, Ravel, Bizet, Gérard Depardieu, Catherine Deneuve, Juliette Binoche, Marion Cottilard, Brigitte Bardot, Vincent Cassel. Está a ver quem são? São grandes homens e mulheres das artes de nacionalidade francesa e, depois do Sporting - Moreirense deste domingo, Diogo Faro acredita que Mathieu também lá está na lista

Diogo Faro

Pedro Fiúza/NurPhoto via Getty Images

Partilhar

MAXIMIANO

Não só merecia jogar num jogo em que o resto dos colegas jogassem melhor (e não como aquele jogo de chinquilho que fizeram com o Gil Vicente para o campeonato), como fez por isso. Todo esticadinho no chão, ou a sair desalmadamente da baliza à velocidade de quem foge de invasões de Alcochete, as bolas foram todas dele.

NETO

Um abraço de melhoras. Para o Neto, porque deu o corpo pelo Sporting num lance de grande perigo para a nossa baliza. Para nós todos, que ficamos na iminência de ver o Ilori em campo outra vez, se acontecer alguma coisa a um dos outros.

COATES

Acima de tudo, entrou para ficar o resto do jogo a aplaudir o trabalho inacreditável do Mathieu.

MATHIEU

Victor Hugo, Proust, Simone de Bouvoir, Marguerite Duras, Albert Camus, Henri Matisse, Cézanne, Monet, Rousseau, Debussy, Ravel, Bizet, Gérard Depardieu, Catherine Deneuve, Juliette Binoche, Marion Cottilard, Brigitte Bardot, Vincent Cassel. França tem centenas e centenas de artistas que ficam para a História. Para mim, Jérémy Mathieu faz agora parte da lista.

RISTOVSKI

Aguerrido e seguro, como é seu apanágio, teve tempo para defender o que lhe competia, atacar quando podia, e ainda partilhar com todos os jogadores que lhe apareciam pela frente os mais ouvidos do seu ano no Spotify em 2019.

BORJA

Claro que o Acuña é melhor e mais importante para a equipa, ninguém tem dúvidas disso. Mas o Borja tem a grande vantagem de dar um bocado menos porrada aos outros e acaba por não ser expulso. Parecendo que não, de vez em quando dá jeito jogar o jogo todo com 11.

DOUMBIA

Estava claramente deslumbrado com o equipamento do Moreirense, por achar que faria um pandã incrível com o seu cabelo, e isso acabou por desconcentrá-lo um pouco. Espero que pelo menos tenha conseguido trocar a camisola no fim para ir mais descansado para casa.

WENDEL

Definitivamente, o castigo fez-lhe bem. Está mais mexido, mais desinibido, mais solto. Tal e qual como quando está no Guilty.

VIETTO

Pecou, essencialmente, por ter ralhado pouco com o Jesé quando ele resolveu rematar à figura em vez de lhe passar a bola quando ele estava isoladíssimo. Não tem de ter medo de magoar os sentimentos do nosso Rei do Reggaeton.

BRUNO FERNANDES

Mais um jogo em que não foi o melhor em campo esta época. Já é para aí o segundo. Vergonhoso. Claro que foi o segundo melhor em campo, mas isso para o Bruno nunca poderá chegar.

BOLASIE

O Sporting tem jogadores realmente criativos e que gostam de alternativas aos golos regulares. Esta época já tivemos a fase do auto-golismo do Coates, e agora vivemos a época dos era-para-ser-golo-mas-não. Já vai para aí com uns 17 golos anulados. Se o que contasse fosse mesmo a intenção, já era o melhor marcador.

LUIZ PHELLYPE

Que golaço. Foi tão bom que quase que está desculpado por todos os jogos que mal consegue rematar à baliza.

JESÉ

Excelente atitude. Agora é perceber que quando se remata é para tentar acertar com a bola num sítio da baliza onde o guarda-redes não esteja. A rematar sempre à figura fica substancialmente mais estranho de marcar.