Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

O espanto de Ristovski, tão chocado como tantos homens ainda ficam quando ouvem falar na importância da igualdade de género

Diogo Faro fala, especificamente, do momento em que o lateral macedónio foi substituído, a meio da primeira parte. Mas também viu outros, como os "amassos e quase beijos" de Sporar "com os defesas do Aves, qual intrépido que ignora completamente as directivas da DGS em relação ao contacto pessoal por causa do coronavírus"

Diogo Faro

NurPhoto

Partilhar

Maximiano

É um espantalho a afugentar pombos? É o homem-aranha a saltar de um arranha-céus? É um atleta de ginástica de solo a salta num plinto? Não! É o Max a sair à bola completamente fora de tempo e com muito pouca graciosidade.

Illori

Quem diria? Aproveitou o Aves estar com 9 para não cometer praticamente nenhum erro, o que é de facto um grande feito, mesmo contanto com tal benesse.

Coates

Com menos dois na outra equipa, não teve que prestar grande atenção aos seus avançados. Com o Ilori sem fazer asneira, também não teve que se preocupar com ele como noutros jogos. Um domingo de descanso.

Mathieu

De regresso ao onze, tirando dois cruzamentos, meio corte e um olhar de “putain, Max!”, pouco mais fez.

Ristovski

Ficou quase tão espantado e chocado quando foi substituído, como tantos homens ainda ficam quando ouvem falar na importância da igualdade de género.

Battaglia

Não teve que correr quase nada, o que fez com que fizesse um jogo bastante melhor do que o anterior. O ideal era jogarmos sempre contra 9, ou menos até.

Wendel

Antigamente, ainda havia classe. Os exibicionistas usavam gabardine e chapéu, tinham quase o ar dos detectives clássicos. Mas esta classe já não se usa, e Wendel achou que podia mostrar a pila a badalar assim, sem mais nem menos. Compensou com uma boa assistência.

Acuña

A expulsão tão cedo do Rúben Macedo deixou-o de sobreaviso, portanto não se esticou naqueles seus ímpetos de lutador de muay thai.

Vietto

Gosta tanto de falhar golos fáceis que me dá ideia que, por coerência, ainda lhe deu vontade de falhar ao penálti. Marcou e assinou o segundo golo de uma vitória estrondosa por 2-0, a uma equipa que jogou o jogo quase todo com 9 e que está em último no campeonato

Plata

Há jogos que são de afirmação. E hoje, para Plata, foi a afirmação convicta que não faz ideia de como cabecear uma bola.

Sporar

Esteve sempre na luta dentro da área, sempre aos amassos e quase aos beijos com os defesas do Aves, qual intrépido que ignora completamente as directivas da DGS em relação ao contacto pessoal por causa do coronavírus. Mesmo que tenha ficado infectado, valeu a pena pelo bonito golo.

Jovane

Excelente cruzamento para a mão do jogador do Aves. Ter pé clínico é isto. Não tivesse sido assim, tínhamos ganhado por 1-0. O que já não era nada um mau resultado, considerando as condições que referi ali no parágrafo do Vietto.

Geraldes

Foi lançado no jogo para desempenhar o papel de controlador do carrossel que o Sporting fazia ali à frente da área do Aves, um pouco como o senhor num carrossel que está lá a dizer “criança não paga, mas também não anda”. E fê-lo bem. Merece umas farturas e algodão doce como prémio de jogo.

Rosier

Está cada vez com mais estilo de trompetista dos anos 20/30. Talvez um Dizzy Gillespie. Com um jogador é que não se parece muito.