Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Ainda bem que aquele belo cérebro de Daniel Bragança está protegido por um capacete

Diogo Faro perspetiva que o pé esquerdo do jovem médio do Sporting ainda vai dar muitas alegrias à equipa, depois de ver como entrou no jogo contra o Paços de Ferreira, onde viu Adán a perder tempo nos pontapés de baliza ainda na primeira parte, o que "é só medíocre"

Diogo Faro

ESTELA SILVA/LUSA

Partilhar

Adán

Até agora, parece-me bom guarda-redes, embora também não tenha ainda que ter feito nada para o provar. Estou só a dar-lhe o benefício da dúvida pela positiva. Agora, alguém lhe diga que está a jogar no Sporting e que estar a perder tempo nos pontapés-de-baliza, ainda por cima na primeira parte, é só medíocre.

Neto

Não sei se não estava com surtos paranóicos que o faziam ver pessoas onde elas não estavam, mas algo de estranho se passava. Cada vez que tinha a bola nos pés, ou no seu raio de acção, sentia-se tão pressionado como se tivesse 47 guerreiros hunos à frente a querer arrancar-lhe as entranhas com ele ainda vivo. Mas não estavam, às vezes estava só um jogador do Paços, outras nem estava ninguém.

Coates

Um jogo à Coates. Patrão na defesa, colaborador no ataque. A dar ordens lá atrás, e a ser explorado lá à frente em prol do colectivo. E esta foi a análise política, de um ponto de vista marxista, à exibição do capitão.

Feddal

Um jogo a provar que pode jogar muito bem ali à entrada da área, mas a área dos outros. Um segundo avançado para apoiar o ponta-de-lança Coates.

Porro

Fez um belo jogo, tanto a defender como a atacar. Agora, temos de falar sobre isto. Sabemos que “porro” é sinónimo de charro, certo? Mais usado em Espanha, mas acho que cá também serve. Digo isto, pelo lado positivo, claro. Que seja um incentivo à legalização da erva, que já não estamos na Idade Média para ainda se tratar os porros como crime.

Mateus Nunes

Consistente, forte, voluntarioso. E não teve uma tarefa fácil porque teve de lidar com um jogador de nome Eustáquio. E de alguém com um nome deste, nós podemos esperar tudo, desde declamar poesia da Grécia Antiga até sacar de um adufe para tocar música tradicional de Trás-os-Montes. A atenção teve que estar ao máximo e Matheus correspondeu.

Wendel

Dois jogos esta época, dois bons jogos de Wendel. Eu já sei que mais cedo ou mais parte me vai partir o coração, mas para já estou só a desfrutar esta fase inicial de namoro (cada época é uma época) em que tudo é lindo.

Nuno Mendes

Tranquilíssimo a jogar com os dois pés. No sentido de saber lidar com a bola, claro, como na assistência de pé direito, e não no sentido de usar os dois pés para estar a jogar. Não sejam literais, se fazem favor, que é domingo à noite e estamos aqui para aturar gente obtusa.

Jovane

Podia ter evitado lesionar-se, sabendo que o plantel tem para aí 35 jogadores com covid. Mas não falhou o penálti, e isso já foi importante.

Vietto

Deu-se pouco destaque ao passe de calcanhar lindíssimo que fez. Nem me lembro se fez mais alguma coisa, mas aquele passe foi a melhor coisa que vi este domingo. E olhem que cheguei a ver uns bocados do Super Domingão da SIC, ou lá como é aquela miséria se chama.

Tiago Tomás

O Tiago é bom jogador. O Tiago marcou um golo no jogo passado. O Tiago estava isolado, mas o Nuno Santos estava mais. O Tiago devia ter passado a bola e não ser egoísta. Quando estiver na mesma situação, passe a bola. Não seja como o Tiago.

Sporar

Em dois jogos já tem 8 minutos em campo. Isto aos poucos vai lá.

Daniel Bragança

Sinto que aquele pé esquerdo comandado por aquele belo cérebro (ainda bem que está protegido por um capacete) ainda nos vai dar muitas alegrias este ano.

Antunes

Entrou para rodar o Porro.