Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Pedro Gonçalves ainda procura a melhor forma de interpretar o seu papel na novela “O Cavador de Penáltis”

Não foi uma prestação brilhante do médio do Sporting, analisou Diogo Faro no seu texto humorístico, onde também cabe o valioso segredo de, às vezes, ser melhor não tocar na bola (que alguém deveria contar a Luís Neto) e o espanto pela "calvice precoce" de Nuno Santos que pode significar que "tenhamos uma espécie de Zidane"

Diogo Faro

Gualter Fatia/Guetty

Partilhar

Adán

A nossa Joana D'Arc. Dá tudo pelos seus, arriscando até a própria cabeça.

Coates

Ou a arte de massacrar pernas alheias durante 80 minutos, altura em que levou o cartão amarelo. Agora, se era amarelo naquele lance? Não era, não senhor. Mas também já estou por tudo.

Feddal

Mestria a desviar-se de um remate no fim do jogo, daqueles em que a bola rasparia na sua coxa e enganava o Adán. É um segredo que muitos jogadores deviam conhecer melhor, muitas vezes mais vale nem tocar na bola.

Neto

Lembram-se do segredo que acabei de contar? Boa. É contarem-no ao Neto

Porro

Consistente e regular, boas exibições e em todos os jogos a quase a marcar. Daria jeito começar mesmo a marcar, tendo em conta que é dos poucos que sabe rematar.

Palhinha

Jogo discreto do miúdo, por vezes precipitado, dando ares de que quem estava era com pressa para ir para casa ver o último vídeo do RicFazeres.

Matheus Nuntes

Rijo, duro, consistente, corajoso, o jogo todo a levar pancada como se fosse essa a sua única vocação. Folgamos por saber que acabou o jogo com as duas pernas ainda presas ao resto do corpo.

Nuno Mendes

Um puto craque cujo nível de calma aumentava durante o jogo proporcionalmente à irritação do Sérgio Conceição.

Pedro Gonçalves

Notou-se que não é um actor do método e que ainda anda à procura da melhor interpretação do papel “O Cavador de Penáltis”. Não foi uma prestação brilhante, mas já dava para fazer figuração na novela “Ondas de Paixão”

Jovane

Falta de tacto do árbitro naquela decisão de reverter o penálti que havia acabado de marcar, tendo em conta que o Jovane já está pronto a marcar e que seria a única coisa que teria feito bem no jogo. Aliás, até aí nem sequer tínhamos reparado que ele estava a jogar.

Nuno Santos

Preocupa-me um pouco a calvície precoce do Nuno, não vos vou mentir. Por outro lado, se se juntar isso à sua qualidade de jogo, talvez tenhamos aqui uma espécie de Zidane.

Vietto

E esta? Quando toda a gente no mundo, menos para aí a mãe dele, achava que que ele ia falhar, ele engana-nos a todos e faz o empate. Eu sei que tinha a baliza escancarada e estava a meio metro dela, mas com o Vietto nunca se sabe.

Sporar

A ser golo, aquele toque de calcanhar teria sido incrível. Não dando para mais, serviu de assistência involuntária. Mais ou menos como tudo o que fez até agora nesta época.

João Mário

A alegria que é ver aquele toque de bola outra vez a jogar por nós não me cabe no coração.

Plata

Mais 3 minutos em campo. É melhor do que 2, pelo menos.