Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Diogo Faro acordou com uma súbita vontade de utilizar a expressão "gato-sapato", que cai bem naquilo que Porro fez ao lateral do Famalicão

Aí está a análise bem-disposta do humorista ao empate do Sporting em Famalicão

Diogo Faro

FERNANDO VELUDO/EPA

Partilhar

ADÁN

“F***-se, ó Adán! Vai-te deitar!”. Se isto é uma crítica construtiva? Não. Se mostra qualquer tipo de apoio? Claro que não. Se nem sequer faz grande sentido? Com certeza que não faz. Mas foi a única coisa que me saiu da boca quando ele se atirou para o ar e deixou a bola passar-lhe por cima.

COATES

Ahahaha! Olha que engraçado! Anularam o 3-2. Ahahah! Ninguém sabe porquê, mas anularam. Ahahah! Achei bem divertido. O árbitro conseguiu mesmo anular aquilo. Parabéns pela coragem.

FEDDAL

Rematou 7 vezes de cabeça, mas a bola que passou mais perto da baliza saiu praticamente pela linha lateral.

LUÍS NETO

Hoje foi o dia em que vi o Neto dominar uma bola no peito, nada fácil que ela vinha de longe pelo ar, e sair a jogar. 2020 não pára de surpreender e realmente só acaba mesmo no último dia (caso não soubessem).

PEDRO PORRO

Sabem quando acordam a pensar “hoje apetecia-me mesmo usar a expressão ‘gato-sapato’”? Não? Bom, aconteceu-me hoje e serve perfeitamente para descrever aquilo que o Porro fez do lateral do Famalicão. Não contente, resolveu marcar já o golo da época quando ainda há tanto campeonato pela frente.

PALHINHA

Aproveito que não tenho nada de especial para dizer sobre o Palhinha (mas que fez mais um belo jogo), para deixar uma palavra de apreço a todos os homens que foram aos posts que noticiavam a jornalista Rita Latas como comentadora do jogo, e deixaram lá comentários de uma misoginia bárbara. É que quando tivemos esta boa notícia da Rita e pensámos “olha que passo importante para a igualdade de género e para um país mais justo”, estes comentários de neandertais servem para nos lembrar de que ainda está quase tudo por fazer.

JOÃO MÁRIO

É possível que tenha tido culpas no penalty que o Nuno Mendes falhou. Mesmo antes deste bater, vê-se claramente o João Mário dizer-lhe entre dentes “se falhares, és obrigado a ficar fechado numa casa com o António Tadeia durante 2 meses” e é claro que isto, mesmo a brincar, deixa qualquer pessoa extremamente ansiosa aumentando a probabilidade de falhanço. E vou-me abster daquele remate em que mandou para fora do estádio, literalmente.

NUNO SANTOS

Se eu de facto li bem os lábios do João Mário, é perfeitamente legítimo que a pressão sentida tenha sido tão grande que não tenha conseguido fazer melhor E se vocês foram daqueles que se puseram logo a criticar o rapaz, façam o exercício de se pôr no lugar dele. Imaginem bem, fechados num casa durante dois meses com o António Tadeia sempre a falar de futebol. Sempre, sem parar, e sem nunca dizer nada de remotamente interessante. Exacto. Seria duríssimo.

ANTUNES

Tirando ter falhado 27 cruzamentos/passes longos, nem jogou nada mal.

PEDRO GONÇALVES

Recebe, tira dois da frente e remata em arco, de pé esquerdo, ao canto inferior direito do guarda-redes. Um golo lindíssimo. E a 10 minutos é expulso e deixa-me já de coração nas mãos a pensar que vamos jogar o próximo jogo sem ele. Não estou preparado psicologicamente.

SPORAR

Ele vontade tem. Corre, luta, esforça-se, mas as coisas não lhe saem. Fez-me lembrar o clássico “cantei, dancei, tralhei… e agora?” – “e agora vais de vela”. Lá teve de sair para dar lugar ao Tiago Tomás.

TIAGO TOMÁS

Eu bem já que escrevi aqui várias vezes que é ridículo tratar o miúdo por TT, já alertei em vários meios para a gravidade da parvoíce da situação, mas não querem fazer caso de mim e sinto que estou a perder a guerra. Voltou a ser chamado TT várias vezes hoje. Triste.

MATHEUS NUNES E BORJA

Lá entraram para ver se segurávamos a vitória, e até ajudaram. Só não ajudaram tanto como o árbitro ajudou o Famalicão, mas também não importa muito.