Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Diogo Faro emocionado com a demonstração de amizade de Palhinha a Geraldes: não o virou para impedi-lo de fazer gato-sapato do Sporting

Na sua análise humorística ao empate entre Sporting e Rio Ave (1-1), Diogo Faro elogiou a exibição de... Francisco Geraldes: "Vou só deixar aqui este nome de um jogador do Rio Ave, para nos lembrarmos todos que foi mesmo opção do Sporting mandá-lo embora"

Diogo Faro

ANTÓNIO COTRIM

Partilhar

ADÁN

Teve tão pouco para fazer que até lhe fica mal não ter conseguido defender aquilo. Era a única coisa que precisávamos dele hoje.

COATES

Dar um pontapé de bicicleta àquela altura, sujeito a cair torto e partir duas ou três costelas, só para evitar um canto, é tudo o que eu preciso de ver num capitão do Sporting.

BORJA

Admira-me que não tenha entrado a equipa médica para o assistir. Com o passe que o Geraldes lhe meteu nas costas deu impressão que até tinha dado um jeito à coluna.

EDUARDO QUARESMA

Só estava a 17 metros do jogador que devia estar a marcar e que fez o empate. É treinar um pouco para ver se para a próxima pelo menos lhe dá um pouco de luta. Só um pouco já era capaz de ajudar.

PORRO

Esteve abaixo do seu nível habitual. Claro que não num nível tão baixo um candidato a Presidente da República comentar o batom de uma outra candidata, mas ainda assim, baixinho.

PLATA

Não gosta muito de acertar cruzamentos. É uma mania dele, não gosta, pronto. Por isso é que mesmo na assistência que fez teve de contar com um desvio nas pernas de um jogador do Rio Ave. Isso de acertar passes e cruzamentos também um bocado sobrevalorizado.

JOÃO PALHINHA

Por um lado, acho bonito pela demonstração de amizade que significou. Por outro, acho parvo porque não nos ajudou em nada tal atitude. Refiro-me a não ter virado o Geraldes ao contrário logo no início do jogo, para ele se acalmar e não passar o resto do tempo a fazer gato-sapato do Sporting.

JOÃO MÁRIO

Nunca joga mal, dou-lhe essa. Mas nos últimos jogos dá-me ideia que fez meio remate, e dava jeito que fizesse um pouco mais que isso. Ah, hoje conseguiu fazer uma espécie de remate com o ombro. Só não fez melhor porque se assustou com o Coentrão, claro.

NUNO SANTOS

No final da primeira parte rematou tão alto que provavelmente a bola foi para o telhado (acho que não se diz telhado quando se está a falar de um estádio, mas não é o ponto aqui). Ao ver isto, um dos comentadores diz que “Nuno Santos quis ser mais papista que o papa”, e eu estou aqui há hora e meia ainda sem conseguir perceber a mínima maneira de esta expressão fazer sentido neste contexto.

TIAGO TOMÁS

Foi dos que se esforçou mais, isso é certo. Até merecia ter marcado, não vos vou mentir, mas ficou-se só pela boa intenção. E de boas intenções está o Chega cheio. Estou a brincar, não está nada. É só más, mesmo.

PEDRO GONÇALVES

Que fotografias péssimas que tem nas caneleiras. É querido, mas parecem aquelas fotos todos desbotadas que os avós têm lá em casa numa mesa de canto, em cima de um naperon.

JOVANE

Fez um remate. Não sei bem se foi um remate, na verdade. É possível que tenha sido. Mas também pode não ter sido. Não sei. Mas também foi só isso.

TABATA

Aquele remate a acabar o jogo ainda me fez contrair os músculos que se preparavam para me fazer soltar do sofá. Fiquei com o movimento a meio e estou preso nesta posição desde aí, à espera que o Porto e o Benfica empatem.

FRANCISCO GERALDES

Vou só deixar aqui este nome de um jogador do Rio Ave, para nos lembrarmos todos que foi mesmo opção do Sporting mandá-lo embora.

Para jogar futebol humano não são precisas balizas

Sporting e Rio Ave empataram, com um golo para cada lado, num jogo em que raramente houve momentos de perigo nas respetivas balizas