Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

O mínimo que Feddal pode fazer é imprimir uma fotografia de Coates, pelo menos dois metros por um, emoldurar e pregar na parede da sua sala

Diogo Faro recomenda, por sua vez, ao uruguaio que mude o nome para Coates Clube de Portugal. A análise humorística do Gil Vicente 1-2 Sporting

Diogo Faro

MIGUEL RIOPA

Partilhar

ADAN
No golo do Gil Vicente, foi mais abandonado pela defesa do que o Chicão por todo o CDS este fim-de-semana. Não se faz.

ANTUNES
Se o Adan foi o um Chicão abandonado, o Antunes foi o Adolfo Mesquita Nunes a abandonar mesmo com muita força.

COATES CLUBE DE PORTUGAL
Se dúvidas houvesse em como é um capitão histórico do clube, que este jogo, neste ano no mínimo peculiar, fique na memória de todos. Ah, e procurem a foto lindíssima que está a circular por aí – perdoem-me, não descobri o nome do fotojornalista – do Coates a festejar o segundo golo, a deslizar de joelhos pela relva, com os três putos da formação a correr atrás dele para o abraçar. Ídolo.

NETO
Há momentos na vida em que temos que nos sacrificar pelo bem comum, quando percebemos que não estarmos é melhor para o colectivo do que estarmos. O Neto percebeu e pediu para sair.

FEDDAL
O mínimo que pode fazer é imprimir uma fotografia do Coates, pelo menos 2 metros por um, emoldurar e pregar na parede da sua sala, para que todos os dias para o resto da vida se lembre da honra que foi jogar ao lado deste homem.

PORRO
Vinte e sete (27) cruzamentos, uma (1) assistência para uma vitória épica. Por vezes a variável “eficácia” é sobrevalorizada.

MATHEUS NUNES
Autor do primeiro remate de perigo hoje do Sporting, e dizem os rumores que é também o autor de “Como Ir da Mercearia a Jogador Fundamental do Sporting Em Dois Anos Para Tótós”.

PALHINHA
Foi dos jogadores mais afectados pela chuva, tendo chegado a dizer ao Amorim que sem galochas não conseguia jogar e por isso teve de sair.

NUNO SANTOS
Jogou bem, lutou muito, fez tudo o que podia. Honestamente, com o grito tão angustiante naquela falta que sofreu, eu já só estou feliz que esteja vivo e que não lhe falte nenhuma parte do corpo.

PEDRO GONÇALVES
Um jogo do Sporting sem um golo do Pote já é como um bitoque sem ovo a cavalo. Não desilude, mas parece que fica sempre a faltar alguma coisa.

PAULINHO
À falta de golos, tenta sacar penalties. A ideia não é má, mas alguém o avise que agora com isto do VAR a arte tem de ser aprimorada para ter algum resultado. Não obstante, diria para apostar mais na parte de marcar golos, se não for muito incómodo.

TIAGO TOMÁS
Como ele tem feito uma época tão boa, vamos optar por ignorar o golo que falhou quase de baliza aberta na pequena área.

DANIEL BRAGANÇA
Descalçaram-no à força, ali, à frente de toda a gente. Podia ter sido traumático. Imaginem que tinha a meia rota. Há poucas coisas mais humilhantes do que irmos experimentar umas chuteiras da Sanjo à Calçado Guimarães e só já descalços é que descobrimos que temos a meia rota?

JOÃO MÁRIO
A calma deste homem um dia havia de ser estudada. A perder ou a ganhar, no meio de uma tempestade ou com céu limpo, não há condições exteriores que afectem o nosso Dalai Lama.

GONÇALO INÁCIO
O meu sonho é que um dia alguém olhe para mim com a admiração com que o Gonçalo olha para o Coates. Metade da admiração, vá. À partida não vai acontecer, mas vale a pena sonhar.

MATHEUS REIS
Fez um remate para fora do estádio que deixou toda a gente confusa. Mas o que importa é que festejo a vitória com tanta alegria como todos os outros.

  • Um sistema solar chamado Sebastián Coates Nión
    Sporting

    O Sporting foi dominado na 1.ª parte pelo Gil Vicente, começou a perder, mas as idas ao banco de Rúben Amorim viraram o jogo a seguir ao intervalo. E quando o golo não apareceu, surgiu um sistema solar chamado Coates, a mudar o destino do encontro nos últimos 10 minutos. A estrelinha dele, essa, existe sim, e foi por ela que ele foi herói na intermitente chuvada bíblica de Barcelos