Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Como Pedro Gonçalves tem sido perfeito, resolveu apostar naquele corte de cabelo para mostrar que também é humano

Fora o novo estilo capilar do melhor marcador do Sporting, a análise humorística de Diogo Faro versou sobre a mestria do golo com a canela de Feddal e a suposta ralação da mãe de Gonçalo Inácio pela falta de agasalho do filho adolescente

Diogo Faro

Sporting CP

Partilhar

ADÁN

A coragem com que saiu àquela bola foi enorme. Quase tão grande como a do João Miguel Tavares a comparar o racismo estrutural do país, reflectido em 30.000 pessoas assinarem uma petição para deportar um cidadão português negro, com as pessoas não gostarem do que ele escreve nas suas crónicas.

NUNO MENDES

É deveras impressionante a capacidade atlética deste rapaz, tanto que às vezes quase que dá vontade de lhe pedir calma. Ou “tankarisse”, como diz o Jorge Jesus em estrangeiro.

COATES

Sem que muitos tenham dado conta, desviou a bola os milímetros suficientes para que chegasse ao Feddal no golo. Eu também não tinha dado conta, mas este ano faço questão de ver a repetição dos golos pelos menos 15 vezes casa, e foi já numa delas em que reparei.

GONÇALO INÁCIO

Jogo tranquilo para o miúdo, embora com este temporal tivesse deixado a mãe preocupada por ter estado ali ao frio sem guarda-chuva nem nada. Já se sabe como são as mães de adolescentes.

FEDDAL

Um grande golo, completamente intencional, com um gesto técnico de canela totalmente irrepreensível. Quem diz que foi sem querer, é porque nunca jogou futebol na vida e não trata a bola por tu.

PORRO

Se este espanhol, com este fogo todo no coração, estivesse nas manifestações pela libertação do Pablo Hasél, o rapper já estava em casa descansadinho e livre para escrever mais tweets sobre o rei que fugiu para a Arábia Saudita para não ser preso.

PALHINHA

Depois de mais um grande jogo, saiu quase no fim do jogo para receber a ovação do público que todos queríamos que lá estivesse.

JOÃO MÁRIO

Eu só queria ter um décimo da capacidade que ele tem de controlar a bola, para tentar controlar a minha vida.

PEDRO GONÇALVES

Como ele tem sido perfeito esta época, resolveu apostar naquele corte de cabelo para nos mostrar que também é humano.

TIAGO TOMÁS

Meio atrapalhado com a tempestade, não conseguiu criar grande perigo sem ser para a sua própria saúde.

NUNO SANTOS

Com a assistência que o central do Portimonense lhe fez, até era uma falta de respeito que não tivesse marcado.

TABATA

Com toda esta audácia perante tal tempestade, diria que está pronto para o canhão da Nazaré assim que lhe apetecer mudar para o surf.

JOVANE

Fez bem em não marcar o terceiro, para não nos entusiasmar demasiado. Um 2-0 sempre é mais tranquilo, que não queremos espalhafato antecipado para não estragar nada.

MATHEUS NUNES E DANIEL BRAGANÇA

Entraram a dois minutos do fim, praticamente já só para festejar em campo mais um passo seguro na liderança do campeonato.