Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Matheus Reis, Jovane & Tabata: bem-vindos ao Carne Toda no Assador Challenge, by Rúben Amorim (featuring Diogo Faro)

Aqui está a análise do humorista Diogo Faro aos jogadores do Sporting que derrotaram o Tondela. O autor promete (e cumpre) com bitaites futebolísticos

Diogo Faro

É isso mesmo, Feddal, ninguém entende isto

Octavio Passos

Partilhar

ADAN
Hoje foi mesmo daqueles jogos do campeonato português que dão gosto. Daqueles em, que ainda à tarde, nós pensamos: logo à noite gostava de ver um belo espectáculo. Vejo uma ópera de Puccini no Mezzo? Talvez um filme francês no Filmin? Um documentário sobre geopolítica na RTP2? Não. Já sei, vou ver o Tondela – Sporting. E depois é esta maravilha. Foi uma boa escolha, de facto.

NUNO MENDES
“Os jogadores gostam de estar sempre a top”, disse Tonel num comentário. Se eu já acho estranho o uso de “top” como adjectivo, não consigo sequer perceber o que é “estar a top”. Se significar que “jogou mais ou menos”, então serve para o Nuno Mendes.

COATES
Já estava outra vez preparado para marcar um golo lá para os 90+8, caso não fosse expulso entretanto, coisa que parecia também estar a tentar.

GONÇALO INÁCIO
Jogo seguro. Mas não sei se não é boa ideia conseguir usar o pé direito de vez em quando, para não ter que mandar a bola para fora do estádio sempre que não vem para o pé esquerdo. É capaz de dar jeito, às tantas.

FEDDAL
O lance mais perigoso do Tondela nasce de um péssimo corte dele. Não tão péssimo como eu ter visto horas antes o João Miguel Tavares dizer que o Jordan Peterson é um grande intelectual, mas quase a esse nível.

PORRO
Assustou-me quando deu aquele berro, muito angustiado, quando sofreu uma falta. Pensei que se tivesse magoado. Depois percebi que foi do choque ao ver que o jogador do Tondela que lhe tinha batido usava pêra, daquelas pêras que nem sequer levam bigode a acompanhar. Assustador.

PALHINHA
Hoje perdeu ali algumas bolas que não é seu costume. Se estivesse a ser avaliado como no All Together Now como a namorada, nem todos os jurados se teriam levantado para aplaudir esta exibição. E bem.

JOÃO MÁRIO
A única coisa mais cautelosa esta semana que o plano de desconfinamento, foi o jogo do João Mário.

PEDRO GONÇALVES
Pára no peito e assiste o Tiago Tomás. Se foi sem querer? Os comentadores dizem que é possível, mas também dizem que não foi penálti sobre o Tiago Tomás, por isso não vamos levar muito a sério.

TIAGO TOMÁS
O Tondela hoje estava a jogar dois jogos, um dentro do outro tipo matrioska. Um era o jogo de futebol contra o Sporting. O outro era “Vamos bater no Tiago Tomás até ele ficar sem pernas. Ganha quem lhe fizer o último carrinho antes dele desfalecer”. Ganhou ele os dois, mais o prémio de homem de jogo.

NUNO SANTOS
Coisas que não vi hoje: Pessoas, sem ser através de ecrãs, além da nuca da velhota que mora em baixo a estender roupa. Um bom filme, mas vi um bocado do programa da tarde da TVI e pensei “é isto que é estar vivo?”. O Nuno Santos jogar bem à bola mais do que 7 minutos.

DANIEL BRAGANÇA
Eu não sou gajo para estar aqui a mandar bitaites sobre a gestão da equipa, até porque não percebo nada disto, mas só deixar uma ideia para um dia destes: Daniel Bragança a titular.

Não têm de dizer que levam daqui.

JOVANE – MATHEUS REIS - TABATA
Meter a Carne Toda no Assador Challenge, foi isto que passou pela cabeça do Amorim, quando meteu estes três ao mesmo tempo. Foi por um triz que não pôr o ainda o Matheus Nunes, o Max, o Antunes, o João Pereira já depois de expulso, e até o Paulinho (o roupeiro, sim). E valeu tudo a pena.