Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Diogo Faro

Quando o golo não foi validado, Nuno Mendes optou por não fazer birra e manteve-se sereno. Tem muito para crescer (por Diogo Faro)

O jovem lateral entrou nos minutos finais a tempo de fazer o cruzamento que Cristiano Ronaldo transformou num golo que afinal não foi. Diogo Faro ainda viu Bruno Fernandes a pensar: “Sonho um dia vir a poder marcar um livre na Seleção, tendo em conta que atualmente sou quem marca melhor, mas duvido que isso aconteça antes de o Ronaldo se reformar”

Diogo Faro

Srdjan Stevanovic/Getty

Partilhar

ANTHONY LOPES

Teve três grandes oportunidades para brilhar. Aproveitou uma. A bem da verdade, foi ele e o resto da defesa toda. Claro que é divertido pôr as culpas todas no árbitro, mas – e se calhar estou a ser ambicioso – não tinha sido má ideia defender mais ou menos decentemente.

CÉDRIC SOARES

Os críticos estavam empenhadíssimos a dizer que o Cédric não ia fazer nada de jeito o jogo todo para além de um cruzamento ou outro. Os críticos tinham razão.

RÚBEN DIAS

Só depois de ver várias vezes a repetição do jogo é que começou a conseguir perceber de onde é que apareciam os avançados da Sérvia.

JOSÉ FONTE

As próximas vezes que tiver de escrever sobre o Neto nos jogos do Sporting e criticar por ele não ter jogado bem, vou lembrar-me sempre que podia ser muito pior se em vez dele tivéssemos o Fonte.

JOÃO CANCELO

Como conseguiu várias vezes pegar na bola e ir rasgando a defesa Sérvia na primeira parte, na segunda quis retribuir a gentileza. Já não se fazem jogadores tão bem-educados.

SÉRGIO OLIVEIRA

Como um filho abandonado no jardim que não consegue continuar a brincar quando o pai se afasta, é como se sente o Sérgio Oliveira em campo sem Sérgio Conceição.

DANILO

É demasiado boa pessoa. Se tivesse sido o Pepe no lance do golo, aquele pontapé tinha acertado nas costelas do Mitrovic e não no ar, pelo menos ficando a hipótese de falharem o penalty e a expulsão compensar.

BRUNO FERNANDES

“Sonho um dia vir a poder marcar um livre na Selecção, tendo em conta que actualmente sou quem marca melhor, mas duvido que isso aconteça antes de o Ronaldo se reformar.”

BERNARDO SILVA

Esta camisola alternativa da Selacção assenta-lhe muito bem, por ser estilo Quebramar, e o talento dele permite-lhe jogar bem mesmo a usar sapatos de vela a condizer.

DIOGO JOTA

Faz lembrar um bonsai, com aquela altura e cabelo. E um bonsai muito talentoso, diga-se, tanto a jogar com os pés como com a copa. Mas um bonsai sozinho não faz uma floresta inteira, já dizia o velho ditado japonês que acabei de inventar para este propósito.

RONALDO

Excelente atitude do capitão, a retaliar com muita maturidade ao erro de arbitragem que nos tirou a vitória. Acho que podia ter ido mais longe depois de atirar a braçadeira de capitão para o chão, e ter-se sentado de pernas cruzadas no relvado a chuchar o polegar, e a chamar aos berros pela mãe Dolores. Talvez assim o árbitro tivesse sido mais compreensivo.

JOÃO FÉLIX

O miúdo que vale 7 biliões de euros (inflação desde o último jogo em que valia meio milhão) ainda tentou ajudar a chegar à vitória, mas às tantas fica preso com o peso de tanto dinheiro que tem às costas.

RENATO SANCHES

Quando entrou, muita gente por todo o mundo perguntou: para quê? Ainda hoje toda essa gente continua sem resposta.

NUNO MENDES

Notou-se que ainda é pouco experiente, como é normal na idade dele. Entrou, cruzou para o Ronaldo, e quando o golo não foi validado optou por não fazer uma birra e manteve-se sereno, mesmo que revoltado. Ainda tem muito para crescer.

PALHINHA

“Escusado ter sequer entrado em campo.”, escrevi aqui há dias. Voltámos ao mesmo. Entrou 3 minutos só para me deixar de coração nas mãos com medo que se lesionasse, sabendo todos que já não servia para nada.