Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Faro

Um Bernardo que precisa de ir para a cama, o inter-turmas com Moutinho e a elegância de Ronaldo (por Diogo Faro)

O humorista analisou a derrota de Portugal frente à Bélgica e acredita que a única coisa mais sofrível do que ver aquela bola de Raphael Guerreiro a bater no poste, só mesmo todos os trocadilhos que estão a ser feitos a dizer que tivemos Hazard

Diogo Faro

Photonews

Partilhar

RUI PATRÍCIO

Vou aproveitar aqui o espaço do Rui (grande europeu, nada a apontar), para constatar o que todos achámos: tivemos bastante azar e merecíamos ter passado. Mas, com tanto jogo seguido a termos sorte nos últimos anos, se calhar também já chegava. Não é que possamos queixar propriamente. Se o Fernando Santos, com este plantel, não conseguiu fazer mais, é possível que não merecêssemos mais sorte.

RÚBEN DIAS

Se calhar, nem ele consegue explicar muito bem porque é que fomos eliminados tão cedo, com a equipa que tínhamos. Mas, felizmente, todas as estações da televisão entrevistaram o Presidente da República, para que ele pudesse dar estas explicações a todos os portugueses, assim que acabou o jogo. Há quem chame a isto provincianismo ou pequenez, mas de certeza que são só más línguas, que isto é gente que só está bem é a implicar.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler