Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

André Almeida: “Jesus e Nossa Senhora têm-me ajudado muito na minha carreira”

Todos os verões fala-se do mesmo: o Benfica precisa de um defesa direito. Mas a verdade é que André Almeida já vai para a oitava época na Luz e é o único tetracampeão português do clube, para surpresa do próprio, como admitiu à Tribuna Expresso: “Não pensava ser tetracampeão, se calhar não pensava jogar num clube como o Benfica, mas trabalhei para isso”

Hugo Tavares da Silva e Nuno Botelho

André Almeida tem 27 anos e assinou pelo Benfica em 2011/12

Nuno Botelho

Partilhar

Dos tempos em que Jaime Pacheco o lançou, há quase dez anos, até à pedalada até Fátima para agradecer o tetra, o médio-que-agora-é-lateral de 27 anos conta à Tribuna Expresso como olha o futebol, numa entrevista feita antes do Benfica-Fenerbahce (1-0), para a Liga dos Campeões, e do Benfica-Vitória de Guimarães, para a 1ª jornada da Liga 2018/19.

Adivinha o autor desta frase: “O futebol era só uma brincadeira de crianças, eles corriam, jogavam e brincavam”. Marcelo Bielsa, Carlos Queiroz ou… a avó de André Almeida?
Foi a minha avó? É capaz. Começou por ser uma brincadeira, mais pelo meu pai e avô. Estava muito ligado ao atletismo, era o desporto que praticava na minha zona. O meu pai era muito ligado ao futebol, era treinador, e achou bem levar-me e comecei a gostar. Os meus amigos também participavam e fui ficando. Ganhei o bichinho.

Um amigo teu disse-me que na rua ninguém queria jogar contigo, porque não passavas a bola a ninguém…
Na altura, tinha técnica, era assim [risos]. Ainda tenho, mas agora é outro tipo de técnica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI