Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

Ângelo Girão, a muralha de Portugal: “Se há cinco anos me dissessem que ia ter todos estes títulos, respondia que estão todos maluquinhos”

O guarda-redes da Seleção Nacional de hóquei em patins recorda as origens, fala sobre as mudanças de risco na carreira que o levaram até ao Sporting e aponta o segredo para a vitória lusa no Mundial, em entrevista exclusiva à Tribuna Expresso

Lídia Paralta Gomes (texto), João Girão (foto) e José Cedovim Pinto (vídeo)

Partilhar

Foram três grandes penalidades defendidas na final contra a Argentina, para juntar às cinco bolas paradas que travou durante o jogo. Ângelo Girão, o herói do 16.º título mundial de Portugal no hóquei em patins, recorda à Tribuna Expresso a conquista de há duas semanas em Barcelona e de como ela começou a ser forjada depois de uma derrota pesada há um ano.

Girão revela também a influência do irmão na hora de escolher ser guarda-redes de hóquei em patins e do percurso cheio de decisões de risco até chegar ao Sporting, no ano em que o clube apostou no regresso à modalidade.

Daí para cá venceu um campeonato, uma Taça CERS e a Liga Europeia esta temporada, ele que é indiscutível na Seleção, onde além do título mundial deste ano também já se sagrou campeão da Europa em 2016.

Leia a entrevista exclusiva na edição deste sábado do Expresso.