Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

António Xavier: “Com jogos à segunda-feira à noite perdes um pouco daquilo que é a essência do futebol: o domingo à tarde, o espetáculo”

Logo na 1ª jornada da Liga portuguesa, o Tondela jogou à sgunda-feira à noite, em Setúbal. Na 2ª jornada, mais do mesmo: o clube voltou a jogar na segunda-feira às 20h15, desta vez em casa, frente ao Portimonense. António Xavier, jogador do Tondela, confessa à Tribuna Expresso que não gosta do horário e elogia o clube por ter conseguido mitigar a paragem de um mês na Liga, antecipando a 9ª jornada, que iria ser disputada a meio da semana

Mariana Cabral

Gualter Fatia

Partilhar

Ter uma paragem de um mês na Liga portuguesa é benéfico para os jogadores ou, pelo contrário, prejudicial?
Acho que estas paragens tão prolongadas só são benéficas se estiveres numa fase muito má, porque tens tempo para retificar as coisas, trabalhar os aspetos que não estão a correr bem. Para as equipas que estão bem e que vêm de uma vitória, acho que não é benéfico, porque estar a quebrar um ciclo de jogos... Depois quando voltares não vais estar com o mesmo andamento e com a mesma confiança com que estavas antes. É óbvio que sabendo de antemão que não há jogo há um certo relaxamento nos treinos, não só por parte dos jogadores mas também dos próprios treinadores, aproveita-se para haver exercícios mais lúdicos, por exemplo.

O Tondela antecipou a 9ª jornada da Liga, que seria disputada a meio da semana, a 30 de outubro, para mitigar a tal paragem de um mês na Liga. Foi bom para a equipa?
Acho que o Tondela fez muito bem em antecipar a 9ª jornada para o passado fim de semana, porque era um jogo que ia ser jogado a meio da semana e que ia ficar entre um jogo com o Benfica e com o Sporting, que sabemos que são sempre jogos complicados. Já que tínhamos sido eliminados da Taça da Liga, portanto foi uma excelente medida antecipar esse jogo. E sabendo agora que ganhámos esse jogo, ainda melhor foi. Mas lembro-me que o Augusto Inácio disse na altura que se soubesse não tinha antecipado, porque naquela altura estava com muitas lesões e castigos, e se calhar na data oficial já teria esses jogadores disponíveis. Para nós foi bom, para o Aves se calhar não foi assim tão bom.

Já tinham sido eliminados da Taça da Liga logo no primeiro jogo da época. É um jogo que é visto como menos importante?
Creio que esse primeiro jogo da época, sendo sempre da Taça da Liga… não vou dizer que é visto como um amigável, mas nessa altura as equipas ainda estão em modo pré-época, ainda se estão a experimentar muitas coisas, os plantéis não estão definidos… Se calhar o nosso onze do jogo em Penafiel não tem nada a ver com o nosso onze e com a nossa maneira de jogar de agora, daí dizer que isso é um quase um jogo de pré-época.

O Tondela jogou logo as duas primeiras jornadas na segunda-feira à noite. É um horário que agrada aos jogadores ou nem por isso?
Olha, Mariana, esses jogos à segunda-feira, a nível de espetáculo e a nível da presença de adeptos… Acho que a Liga tem de pensar muito bem nisso. Jogos à segunda-feira à noite não fazem qualquer tipo de sentido, porque perdes adeptos. Perdes, no fundo, um pouco daquilo que é a essência do futebol: o domingo à tarde, o espetáculo... A nível de espetáculo perdes quase tudo. Mas, falando só a nível mais pessoal, até é preferível para mim, na altura da época em que foi, que era altura de calor, jogar à noite. Eu pelo menos prefiro assim, ao invés de jogar à tarde. Mas, como é óbvio, nós quando estamos lá dentro gostamos de ter o estádio cheio e de ver as bancadas compostas, daí eu achar que esses jogos à segunda-feira à noite têm de acabar, a não ser que sejam mesmo por exceções, o que não foi o caso.

Para as calendas portuguesas... ou quase: a Liga está finalmente de volta

A Liga portuguesa esteve parada quase um mês, entre eleições, seleções e Taça da Liga. Segue-se agora um ciclo infernal que pode comprometer a competitividade europeia, como já se queixaram Sporting de Braga e Benfica, e uma pausa de inverno que não é bem vista por todos