Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

João Pedro Sousa e a estreia como treinador principal, no Famalicão: “Posso ser mau treinador, mas não tenho falta de experiência”

Uma rápida pesquisa num qualquer motor de busca por “João Pedro Sousa” só começa a mostrar resultados a partir de maio de 2019. Foi nessa altura que o Famalicão, recém-promovido à 1ª divisão, anunciou o novo treinador, que até então só tinha sido adjunto, quase sempre de Marco Silva: no Everton, Watford, Hull, Olympiacos, Sporting e Estoril. A estreia como principal, aos 48 anos, foi vista com desconfiança, mas o impacto foi imediato: o Famalicão foi líder da Liga durante largas jornadas e está agora em 3º lugar, atrás de Benfica e FC Porto

Mariana Cabral e Rui Duarte Silva

RUI DUARTE SILVA

Partilhar

Sentiste muitas dúvidas à chegada ao Famalicão?
Repara, quando dei este passo estava certo daquilo que queria e do que ia encontrar. Sou uma pessoa confiante, nunca tive qualquer dúvida, receio ou insegurança com essa decisão.

Referia-me às pessoas à tua volta.
Tinha a certeza de que estava preparado para corresponder à aposta. Sei que muitas pessoas tiveram dúvidas, e se calhar continuam a ter, mas é o meu trabalho do dia a dia que vai dar respostas a quem ainda não acredita.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções existentes e tenha acesso a todos os artigos