Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

Luís Freire, o “príncipe” das subidas: “Cheguei a ir a cafés para contratar jogadores”

Se Vítor Oliveira é conhecido em Portugal por ser o “rei das subidas”, Luís Freire já pode ser o príncipe. Subiu o Ericeirense, onde começou a ser treinador em 2012/13, nos distritais, subiu o Pêro Pinheiro até ao Campeonato de Portugal, subiu o Mafra até à II Liga e, agora, subiu o Nacional da Madeira. Aos 34 anos, chega à I Liga, num percurso tão rápido que ainda nem lhe permitiu tirar os níveis III e IV de treinador, como explica à Tribuna Expresso

Mariana Cabral

Luís Freire, 34 anos, está no Nacional da Madeira desde o início da época. Antes, esteve no Estoril, no Mafra, no Pêro Pinheiro e no Ericeirense

Gregório Cunha

Partilhar

Que tal essa festa de subida em contexto de pandemia?
O sabor é semelhante, apesar do contexto. Só faltou mesmo ter os adeptos connosco. Já é um trabalho de 11 meses, lembramo-nos de tudo o que passámos, ainda por cima neste momento difícil. Pelo menos passámos por tudo juntos, dando apoio uns aos outros, isso acabou por fortalecer ainda mais o espírito de grupo. Fomos a equipa que mais pontos fez, que mais golos marcou, que menos golos sofreu, com uma pontuação já muito meritória, 50 pontos em 24 jogos.

Como é que soubeste?
Soubemos pelo administrador da SAD, que normalmente está perto de nós. Trouxe-nos a notícia e houve aqui uma pequena explosão de alegria.

Houve poncha?
[risos] Houve poncha, sim, e também houve champanhe. Houve uma grande alegria, acima de tudo, de todos os responsáveis e dos jogadores, que sentiram que valeu a pena fazer sacrifícios e valeu a pena esta espera, que gera sempre ansiedade, mas acabou por ser recompensada.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.