Euro 2016

Perfil

Estrelas

Vlad Chiriches

Um tanto de Vieira, outro tanto de Touré

Partilhar

Foto Dean Mouhtaropoulos

Polivalente, o defesa central que pode jogar como lateral direito ou como médio é o rosto mais visível da nova geração do futebol romeno que agora começa a dar frutos.

Vlad Chiriches começou nas camadas jovens de dois clubes modestos da Roménia - LPS Bacău e Ardealul Cluj - antes de rumar ao Benfica que representou quando ainda era júnior. Na altura, jogava como médio defensivo e destacava-se pela forte presença física que impunha nos duelos corpo a corpo com os adversários. Regressou à Roménia onde jogou no Internacional, no Pandurii e no histórico Steaua de Bucareste. Despertou a atenção de clubes ingleses e o Tottenham ganhou a corrida ao contratá-lo em Agosto de 2013 por uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Chiriches esteve duas temporadas nos "spurs" - realizou mais de 40 jogos em Inglaterra - e adquiriu experiência numa das ligas mais mediáticas do planeta. 

Só começou a jogar com mais regularidade após a saída do Michael Dawson. Foi alternando alguns jogos a central como a lateral direito, face às lesões com que se deparou o treinador do Tottenham, Mauricio Pochettino.

Foi para Itália em 2015 para jogar no Nápoles. A utilização reduzida na Série A (8 jogos) contrastou com a utilização frequente nas provas europeias, mais concretamente na Liga Europa e continuou a ser aposta do selecionador romeno.
Dotado de uma capacidade técnica assinalável, não se limita ao mero trabalho defensivo e sai a jogar com relativa facilidade a partir de terrenos mais recuados.