Tribuna Expresso

Perfil

Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

O fim de uma era: Sergio Ramos fica fora da convocatória de Espanha para o Euro 2020

Central de 35 anos falha uma grande competição pela primeira vez desde o Mundial de 2006, numa convocatória de Luis Enrique que não tem qualquer jogador do Real Madrid, algo que acontece pela primeira vez na história da seleção espanhola em Europeus ou Mundiais

Lídia Paralta Gomes

NurPhoto/Getty

Partilhar

Tão constante quanto o hino sem letra ou a camisola roja era ver Sergio Ramos lá no centro da defesa espanhola, ao lado de Marchena, tantas vezes ao lado de Piqué. Há nove grandes competições seguidas, entre Europeus, Mundiais e Taças das Confederações, que assim era, Ramos queria dizer Espanha, mas não será mais: pela primeira vez desde o Mundial de 2006, o central do Real Madrid de 35 anos não estará num desses eventos em que todos querem estar, decidiu assim Luis Enrique, selecionador espanhol que anunciou este lunes, perdoem, esta segunda-feira, os 24 homens que vai levar consigo para o Europeu que vai percorrer o continente daqui a menos de um mês.

Com uma época marcada por problemas físicos, Ramos fez apenas 15 jogos na liga espanhola. Desde março que apenas fez um jogo, para a Liga dos Campeões.

“Decidi não convocar Sergio Ramos porque não pôde trabalhar ou treinar-se com este grupo. É uma decisão difícil, contei-lhe ontem [domingo] à noite”, revelou o Luis Enrique, que no entanto fez questão de ressalvar a importância de um jogador “que deixou sempre a pele em campo” pela seleção espanhola.

Sem Real Madrid

E é possível que a ausência do homem que levantou um Mundial e dois Europeus seja apenas o sintoma de um facto bastante mais surpreendente: nas escolhas de Luis Enrique não há lugar para qualquer jogador do Real Madrid. Qual é a magnitude do facto? É a primeira vez em toda a história da seleção espanhola que não há jogadores do Real Madrid numa convocatória para uma fase final de um Europeu, Mundial ou Taça das Confederações.

De resto, as esperanças de Pedro Porro em ser chamado para o Europeu foram apenas isso mesmo, esperanças, e o lateral do Sporting fica fora da lista, tal como Antonio Adán.

Dentro está Aymeric Laporte, nascido em França, recém-naturalizado espanhol e que à primeira oportunidade é chamado para a roja depois de anos e anos ignorado pelos selecionadores franceses. O central mudou-se para Espanha aos 16 anos, para representar o Athletic Bilbao, antes da transferência para o Manchester City.

Esta é, aliás, uma convocatória bastante renovada: apenas seis jogadores repetem a chamada ao Mundial de 2018, na Rússia.

Esta é a lista completa de convocados de Espanha para o Euro 2020:

Guarda-redes: Unai Simón (Ath. Bilbao), David de Gea (Man. United), Robert Sánchez (Brighton)

Defensas: José Gayá (Valencia), Jordi Alba (Barcelona), Pau Torres (Villarreal), César Azpilicueta (Chelsea), Aymeric Laporte (Man. City), Eric Garcia (Man. City), Diego Llorente (Leeds) y Marcos Llorente (At. Madrid).

Mediocampistas: Sergio Busquets (Barcelona), Rodri Hernández (Man. City), Pedri (Barcelona), Thiago Alcántara (Liverpool), Koke (At. Madrid) y Fabián Ruiz (Napoles).

Delanteros: Dani Olmo (RB Leipzig), Mikel Oyarzabal (Real Sociedad), Álvaro Morata (Juventus), Gerard Moreno (Villarreal), Ferran Torres (Man. City), Adama Traoré (Wolverhampton) y Pablo Sarabia (Paris SG).