Tribuna Expresso

Perfil

Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Conselho Europeu pede cooperação internacional para aumentar segurança no Euro

Face aos recentes episódios de violência associados ao desporto, o Conselho Europeu alertou os organizadores de grandes eventos desportivos para a necessidade de se adotar medidas não só para impedir a propagação da covid-19, como também para manter em segurança todos os envolvidos nas competições.

Rita Meireles

Michael Regan/Getty

Partilhar

Com o início do Euro 2020 marcado para sexta-feira, e uma vez que a prova terá lugar em 11 cidades, o Conselho Europeu realçou a necessidade de cooperação das forças policiais e o intercâmbio de informações para que se consiga prevenir atividades criminosas. Em comunicado, é encorajada “uma cooperação internacional eficaz” através do destacamento de agentes especializados, “mesmo que o evento se realize sem a presença do público”, lê-se.

Além dos recintos desportivos, as medidas de segurança deverão ser alargadas a espaços como hotéis, áreas de lazer ou transportes públicos, uma vez que, como foi possível verificar ao longo dos dias que antecederam a final da Liga dos Campeões no Porto, também aí podem surgir conflitos. O Conselho Europeu indica a utilização de “sistemas de vigilância e deteção, respeitando os direitos fundamentais dos cidadãos, e a monitorização do conteúdo online, para que não se propaguem mensagens que incitam à violência, extremismo, radicalização e xenofobia”.

Os Estados membros devem também aumentar o nível de risco dos adeptos identificados como tal, principalmente os que defendem ideologias extremistas, para que se tente limitar os episódios de desordem e atividades criminosas.

Portugal joga a fase de grupos em Budapeste e Munique, entre os dias 15 e 23 de junho, e sabe-se já que todos os jogos terão adeptos nas bancadas.