Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: Alemanha

O perfil da seleção da Alemanha (grupo F): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

THILO SCHMUELGEN

Partilhar

ALEMANHA

Melhor marcador da fase de apuramento: Serge Gnabry (8)
Melhor desempenho em Europeus: vencedores (1972, 1980, 1996)
Euro 2016: meias-finais, eliminados pela França
Jogos no Euro 2020: França (15 de junho); Portugal (19 de junho); Hungria (23 de junho)

Depois do tremendo falhanço no Mundial de 2018, onde nem sequer forem além da fase de grupos, a Alemanha entra para o Europeu sabendo que será o último com Joaquim Low como selecionador – Hansi Flick, que recentemente se sagrou bicampeão pelo Bayern, será o seu sucessor.

Organizados em 4-2-3-1 (a altenativa é o 3-4-2-1) a seleção alemã continua a privilegiar a posse de bola e o ataque posicional, e para isso conta com um meio-campo fantástico em termos de gestão da posse de bola, critério e qualidade técnica, onde se destacam nomes como Kroos – qualidade no passe curto e longo, Gundogan – fantástico sob pressão e espaços curtos, e ainda o polivalente Kimmich. Há ainda Goretzka, não tão forte em posse, mas muito capaz na pressão e em aproximações a zonas de finalização.

Na frente, há muita velocidade e desequilíbrio individual de jogadores como Sané e Gnabry, muito ataque à profundidade e movimentos de rutura dados por Wernen, e muita qualidade no apoio frontal e criatividade entre linhas que Kai Havertz consegue oferecer. O regresso de Muller trouxe ainda mais qualidade no último, ele que é exímio nos movimentos de rutura e aparecer em zonas de finalização.

Hummels surge como principal destaque da linha defensiva. O seu regresso veio trazer muita qualidade na fase de construção, algo fundamental numa seleção que gosta e tem como objetivo progredir apoiado desde trás.

JOGADOR CHAVE

Toni Kroos, médio do Real Madrid

Toni Kroos, médio do Real Madrid

Alexander Scheuber/Getty

Toni Kroos, 31 anos. O médio do Real Madrid continua a ser peça fundamental no modelo de Low, dada a capacidade exímia ao nível do passe – curto e longo, e pela maneira inteligente com que decide e pauta o ritmo do jogo. A qualidade do ataque posicional da Alemanha passará muito pela cabeça e pés de Kroos, dada a responsabilidade que tem em ligar a construção com a criação.

JOGADOR A SEGUIR

Anadolu Agency

Kai Havertz, 22 anos. O avançado do Chelsea não fez uma época exuberante, mas foi decisivo na final da liga dos campeões, onde demonstrou que tem tudo o que é preciso para ser uma mais-valia na frente de ataque da seleção alemã. Além da qualidade técnica com que executa – é muito competente a jogar como apoio e no último passe, Havertz é um jogador que gosta de se associar, algo que poderá ser fundamental para entrar em zonas de finalização em boas condições.

11 provável