Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: Espanha

O perfil da seleção de Espanha (grupo E): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

Anadolu Agency

Partilhar

ESPANHA

Melhor marcador da fase de apuramento: Álvaro Morata, Sérgio Ramos, Rodrigo (4)
Melhor desempenho em Europeus: vencedores (1964, 2008, 2012)
Euro 2016: oitavos-de-final, eliminados pela Itália
Jogos no Euro 2020 (grupo E): Suécia (14 de junho); Polónia (19 de junho); Eslováquia (23 de junho)

Após o falhanço no Mundial de 2018, onde foram eliminados pela Rússia nos oitavos-de-final, a Espanha de Luis Enrique (no cargo desde 2019) chega ao Europeu sem jogadores do Real Madrid, algo único na história da seleção. Mesmo sem a qualidade de outros tempos, a seleção espanhola continua a ter vários jogadores capazes de manter viva a ideia de posse e futebol apoiado desde trás.

Organizados em 4-3-3, a Espanha tem na sua defesa vários jogadores muito capazes de garantir uma construção com qualidade, como é o caso de Laporte, Pau Torres e Eric Garcia. À frente deles, surgem médios como Busquets ou Rodri, sendo que como interiores deverão aparecer Thiago – fantástico a resistir à pressão e a ligar através de passes verticais, e Koke, mais forte no momento em chegadas à área e no momento da transição defensiva.

Em zonas de criação, Olmo (parte da esquerda para dentro) surge como um dos principais destaques, pela qualidade técnica e criatividade que oferece, deixando a largura para a velocidade de Jordi Alba – oferece muita dinâmica e capacidade de servir as zonas de finalização.

Na frente, Morata e Gerard Moreno surgem como principais opções para a posição “9”, sendo que Ferran Torres, partindo da direita, também aparece muito bem em zonas de finalização através de movimentos de rutura.

JOGADOR CHAVE

Pressinphoto

Sergio Busquets, 32 anos. O médio defensivo do Barcelona já conta com mais de 120 internacionalizações, e é um dos poucos resistentes da vitória no Euro 2012. Busquets continua a ser o rosto do futebol que a Espanha tem como identidade: qualidade técnica – poucos são mais competentes ao nível do passe vertical, critério, capacidade de resistir à pressão. Será um dos principais responsáveis pela fase de construção.

JOGADOR A SEGUIR

Dani Olmo, 23 anos. O extremo do Leipzig é cada vez mais uma das principais figuras da seleção espanhola. Parte da esquerda mas aparece muitas vezes no corredor central, no espaço entre linhas. Aí, mostra toda a sua qualidade técnica, visão de jogo e capacidade de associação. Acabou a época com 7 golos e 12 assistências e chega ao Europeu como um dos principais desequilibrados ofensivos da Espanha.

11 provável