Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: França

O perfil da seleção de França (grupo F): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

FRANCK FIFE

Partilhar

FRANÇA

Melhor marcador da fase de apuramento: Olivier Giroud (6)
Melhor desempenho em Europeus: vencedores (1984, 2000)
Euro 2016: finalista, perdeu 1-0 frente a Portugal após prolongamento (obrigado, Éder)
Jogos no Euro 2020 (grupo F): Alemanha (15 de junho); Hungria (19 de junho); Portugal (23 de junho)

Depois da desilusão sentida em 2016, onde perderam a oportunidade de conquistar o Europeu na sua própria casa, a França de Didier Deschamps sagrou-se campeã do Mundo em 2018, ao baterem a Croácia na final. Chegam a este Europeu cheios de qualidade individual em todos os setores, principalmente na frente de ataque, onde contam com vários verdadeiros talentos.

Organizados em 4-2-3-1 ou 4-3-1-2, a seleção francesa continua a ser uma mescla de qualidade técnica, força e velocidade, e por isso tem qualidade individual para ser fortíssima em todos os momentos do jogo.

Em momentos mais pacientes e de ataque posicional, a França conta com a qualidade técnica, inteligência e capacidade para jogar entre linhas de Griezmann e Benzema (o seu regresso aumentou ainda mais a qualidade do ataque francês). Quando houver condições para explorar a profundidade (principalmente nos momentos de transição), surgirá Mbappé, com a sua explosão, velocidade e movimentos de rutura. Há ainda nomes como Giroud – qualidade a jogar de costas para a baliza, Dembélé e Coman, que são fortíssimos no 1x1 ofensivo, principalmente com espaço. No centro do meio-campo, deverão surgir Kanté – fortíssimo em todos os momentos sem bola, seja organização ou transição; Pogba e Rabiot, com mais responsabilidades ao nível do passe.

A linha defensiva é sinónimo de competência nos duelos defensivos, seja nos corredores laterais (Lucas Hernandez e Pavard) seja na zona central (Varane e Kimpembe)

JOGADOR CHAVE

David Ramos/Getty

Antoine Griezmann, 30 anos. O avançado do Barcelona, que terminou a época com 20 golos e 12 assistências, é dos mais internacionais na convocatória (apenas superado por Lloris e Giroud) e peça chave na organização ofensiva francesa. Com liberdade para se movimentar entre linhas, onde pode fazer uso da sua capacidade de associação e qualidade técnica, Griezmann é fundamental em zonas de criação mas também de finalização.

JOGADOR A SEGUIR

Jean Catuffe/Getty

Kylan Mbappé, 22 anos. O extremo/avançado do PSG fez uma época incrível a nível individual, tendo acabado com 42 golos marcados e 11 assistências. Podia perfeitamente ser destacado como “jogador chave” da seleção, uma vez que, apesar de jovem, já é sem dúvida alguma uma das principais figuras. A sua velocidade, explosão, capacidade no 1x1 e na finalização serão uma verdadeira dor de cabeça para os adversários da França.

11 provável