Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: Inglaterra

O perfil da seleção da Inglaterra (grupo D): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

Eddie Keogh - The FA

Partilhar

INGLATERRA

Melhor marcador no apuramento: Harry Kane (12)
Melhor desempenho em Europeus: terceiro lugar (1968)
Euro 2016: oitavos-de-final, eliminados pela Islândia
Jogos no Euro 2020 (grupo D): Croácia (13 de junho); Escócia (18 de junho); República Checa (22 de junho)

Depois do quarto lugar alcançado no Mundial de 2018 – perderam com a Croácia nas meias-finais e com a Bélgica no jogo de atribuição do 3º e 4º lugar -, a Inglaterra de Gareth Southgate chega ao Euro 2020 sem alterações na sua ideia de futebol de jogo.

No que diz respeito ao sistema de jogo, a Inglaterra deverá apresentar-se em 3-4-2-1, sendo que não está posta de parte a utilização do 4-3-3. São uma seleção que gosta de um futebol de posse, e que tem vários jogadores com muita qualidade técnica e criatividade do meio campo para a frente.

Na linha defensiva, Stones surge como o principal responsável pela fase de construção, dada a capacidade de passe e condução de bola que revela neste momento do jogo. Há ainda Walker (jogará como central se a opção for o 3-4-2-1), mais forte no momento da transição defensiva, e Maguire, fortíssimo nos duelos aéreos e peça fundamental nas bolas paradas.

A largura ficará a cabo dos laterais/alas, Chilwell e Trippier/Arnold, e os médios Declan Rice e Henderson surgem como opções mais fortes para o duplo pivô. Em zonas de criação, o que não faltam são opções de qualidade: Foden, Mount e Grealish – criatividade e qualidade em espaços reduzidos; Sterling, Rashford e Sancho, mais velocidade e lances de 1x1.

Na frente, Harry Kane é a principal arma. Arrasta marcações, tanto joga em apoio como em profundidade, e é mortífero em zonas de finalização.

JOGADOR CHAVE

MARTIN BERNETTI

Harry Kane, 27 anos. O avançado do Tottenham chega ao Europeu depois de uma época incrível a nível individual, onde terminou com 33 golos marcados e 17 assistências. É sem dúvida alguma a grande figura da seleção inglesa, pelo que joga e pelo que marca. Oferece movimentos de apoio, ataca bem a profundidade e finaliza como poucos no mundo.

JOGADOR A SEGUIR

Mike Egerton - PA Images

Phil Foden, 20 anos. O extremo do Manchester City é um verdadeiro diamante. Depois de uma época onde ganhou definitivamente o lugar no principal 11 de Guardiola, e conseguiu marcar 16 golos e fazer 10 assistências, Foden chega ao Europeu como um dos principais nomes a ter em conta na seleção inglesa, dada a sua enorme qualidade técnica – fantástico em espaços reduzidos, inteligência e criatividade.

11 provável