Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: Portugal

O perfil da seleção de Portugal (grupo F): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

PEDRO ROCHA

Partilhar

PORTUGAL

Melhor marcador da fase de apuramento: Cristiano Ronaldo (11)
Melhor desempenho em Europeus: vencedores (2016)
Euro 2016: vencedor
Jogos no Euro 2020: Hungria (15 de junho); Alemanha (19 de junho); França (23 de junho)

Os atuais campeões da Europa, orientados por Fernando Santos, não tiveram uma boa participação no Mundial de 2018 – eliminados pelo Uruguai nos oitavos de final, e apenas com uma vitória na fase de grupos, mas chegam ao Europeu com um elenco cheio de qualidade individual em todos os setores.

Organizados em 4-3-3, será pelos corredores laterais, com Cancelo e Guerreiro, que Portugal terá mais condições para sair a jogar numa primeira fase – ambos muito evoluídos tecnicamente e com capacidade para ligar através do passe ou sair em condução. Serão também muito importantes no último terço, dada a preferência de Portugal pelos cruzamentos para chegar as zonas de finalização.

No meio-campo e ataque, a seleções portuguesa tem em Moutinho – critério e qualidade no passe, Bruno Fernandes – visão de jogo e qualidade no último passe, e Bernardo Silva – capacidade para resistir à pressão e para se associar, os principais responsáveis pela condução do processo ofensivo, cujo principal objetivo passa por alimentar Ronaldo em zonas de finalização, sem nunca esquecer Diogo Jota, cada vez mais decisivo dentro da área.

No momento defensivo, destaque para a dupla de centrais, Pepe e Rúben Dias, que é competentíssima em tudo o que envolve duelos e situações de cruzamentos, e para Danilo, pela proteção à frente dos centrais. Na baliza continuará o indiscutível e seguro Rui Patrício.

JOGADOR CHAVE

JAVIER SORIANO/Getty

Cristiano Ronaldo, 36 anos. O avançado da Juventus terminou a época como melhor marcador do campeonato italiano com 29 golos marcados, sendo que na seleção já são mais 100 os tentos concretizados. Uma autêntica máquina de fazer golos, seja de que forma for: pé direito, pé esquerdo e de cabeça. A eficácia que demonstrar dentro da grande área será determinante na campanha de Portugal.

JOGADOR A SEGUIR

Jonathan Moscrop/Getty

João Félix, 21 anos. O avançado do Atlético de Madrid é um dos vários talentos que a seleção portuguesa dispõe na frente de ataque. A sua qualidade técnica, capacidade de associação em espaços curtos e a criatividade podem ser decisivas para furar as organizações defensivas adversárias.

11 provável