Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: República Checa

O perfil da seleção da República Checa (grupo D): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

MICHAL CIZEK

Partilhar

REPÚBLICA CHECA

Melhor marcador no apuramento: Patrik Schick (4)
Melhor desempenho em Europeus: vencedores (1976, como Checoslováquia)
Euro 2016: fase de grupos
Jogos no Euro 2020 (grupo D): Escócia (14 de junho); Croácia (18 de junho); Inglaterra (22 de junho)

Após falharem a qualificação para o Mundial de 2018, Jaroslav Silhavy assumiu o comando técnico da seleção e conseguiu a qualificação para o Euro 2020. Sem a qualidade individual de outros tempos, a República Checa faz do coletivo a sua principal arma, mas conta com alguns nomes que se podem destacar.

Organizados em 4-2-3-1, a República Checa alterna entre um futebol mais paciente contra adversários mais fracos, e um jogo mais direto e de transições contra adversários mais fortes. Tem em Tomas Soucek a principal figura do meio-campo, pela capacidade que revela no desarme e jogo aéreo, bem como pela diferença que faz quando aparece em zonas de finalização. Há ainda Darida, com responsabilidades na construção, e Barak, que oferece criatividade no espaço entre linhas.

Em zonas de criação, mas mais sobre os corredores laterais, há nomes como Provod, Masopust e Jankto, que oferecem velocidade, qualidade técnica e capacidade para servirem com qualidade as zonas de finalização. Patrick Schick surge como principal ameaça às balizas adversárias, sendo também muito importante quando for solicitado num jogo mais direto, para segurar a bola de costas para a baliza.

JOGADOR CHAVE

Thomas Eisenhuth

Patrick Schick, 25 anos. O ponta-de-lança do Bayer Leverkusen é a principal referência ofensiva da seleção checa. Além da qualidade que oferece nos movimentos de apoio e a capacidade de associação que demonstra, Schick é também uma mais valia em zonas de finalização. Foi o melhor marcador da sua seleção durante a fase de apuramento e espera-se que no Europeu também contribua com golos.

JOGADOR A SEGUIR

Adam Hlozek, 18 anos. O extremo do Sparta Praga chega ao Europeu depois de uma época onde terminou com 11 golos e 9 assistências em apenas 22 jogos. Além de ser forte fisicamente, é dotado de muita qualidade técnica e velocidade. Não deverá ser titular mas poderá ser muito importante vindo do banco de suplentes.

11 provável