Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Guia do Euro 2020: Suécia

O perfil da seleção da Suécia (grupo E): como chegou ao Euro 2020, como joga e quem são os jogadores mais importantes

ERIK SIMANDER

Partilhar

SUÉCIA

Melhor marcador na qualificação: Robin Quaison (5)
Melhor desempenho em Europeus: meias-finais (1992)
Euro 2016: fase de grupos
Jogos no Euro 2020: Espanha (14 de junho); Eslováquia (18 de junho); Polónia (23 de junho)

Depois da boa prestação no Mundial de 2018, onde chegaram aos quartos-de-final, a Suécia de Janne Andersson procura agora voltar a surpreender. A grande ausência é Zlatan Ibrahimovic, que depois de regressar à seleção e todos contarem novamente com a sua presença numa grande competição, o azar bateu-lhe à porta ao lesionar-se num jogo do Milan.

Organizados preferencialmente em 4-4-2 (também pode ser 4-2-3-1, dependendo das funções e posicionamento de Forsberg), a Suécia não é uma seleção criativa do ponto de vista ofensivo, mas tem alguns nomes que podem fazer a diferença.

Na defesa, Lindelof surge como um dos principais responsáveis pela fase de construção, dada a sua capacidade em condução e no passe. Também recorrem ao lateral esquerdo, Augustinsson, para garantir maior progressão na fase de construção. A dupla de meio campo, Ekdal e Olsson, não é muito criativa, destacando-se acima de tudo pelos equilíbrios defensivos.

Kukusevski (deverá partir do corredor direito para procurar movimentos interiores em condução), oferece velocidade e desequilíbrio individual, e Forsberg, surge como elo de ligação entre a criação e a zonas de finalização, movimentando-se entre linhas, procurando ligar com os dois avançados: Isak - o jovem ponta-de-lança da Real Sociedad é também muito importante num jogo mais direto, e Robin Quaison, muito rápido e com qualidade na finalização.

JOGADOR CHAVE

MICHAEL CAMPANELLA/GETTY

Emil Forsberg, 29 anos. O médio-ofensivo do Leipzig será responsável por oferecer criatividade ao último terço da seleção sueca. Fundamental para receber a bola no espaço entre linhas e ligar com as zonas de finalização, Forsberg destaca-se pela sua qualidade técnica – muito competente no último passe e no remate.

JOGADOR A SEGUIR

Dejan Kulusevski, 21 anos. O extremo da Juventus, que terminou a época com 7 golos e 7 assistências, é um dos principais desequilibradores da seleção sueca. Muito forte no 1x1 ofensivo, com explosão e qualidade na finalização, Kukusevski poderá trazer muita qualidade ao ataque sueco, principalmente nos momentos em que conduzir de fora para dentro, ou seja, da direita para o corredor central.

11 provável