Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Escócia: entram em campo os (outros) decanos da bola

A Escócia (joga às 14h, contra a República Checa) quebra, face aos checos, 25 anos de jejum em europeus. Apesar de sofríveis prestações recentes, já foi uma seleção forte e é a mais antiga do mundo, a par da vizinha Inglaterra. A redação do Expresso conta-lhe uma história por grupo, todos os dias

Pedro Cordeiro

Hulton Archive

Partilhar

A seleção mais antiga do mundo entra em campo esta segunda-feira neste Euro 2020 jogado em 2021. Está a pensar “mas a Inglaterra jogou ontem”? Fique a saber que a equipa nacional da Escócia ostenta o título de decana entre as seleções, ex-aequo com a vizinha meridional. Há quase século e meio disputaram o primeiro jogo oficial de sempre reconhecido pela FIFA.

O futebol não era o fenómeno mundial de hoje e os jornais do Reino Unido sentiram-se na necessidade de explicar as regras do jogo — que ali nascera — e o que o distinguia do râguebi. A própria federação escocesa só nasceria passados quatros meses. O resumo do diário “The Guardian” no dia seguinte era lacónico: “O jogo, que ocupou hora e meia, foi vigorosamente disputado e, quando o tempo terminou, os árbitros decretaram que a partida ficou empatada”. Mais extensa era a notícia sobre a feira de gado de Birmingham, no mesmo dia.

Aquele não foi o primeiro encontro entre Escócia e Inglaterra. Tinham jogado duas vezes em 1870 (empate a 1 e vitória inglesa por 1-0). Em 1871 empataram uma vez a uma bola e da outra ganharam os do sul por 2-1, voltando a vencer em fevereiro de 1872 pela margem mínima. Nestes jogos, sempre no estádio Oval de Kennington (Londres) a maioria dos jogadores escoceses vivia perto da capital britânica. Só no de 30 de novembro de 1872 se recrutaram futebolistas residentes na Escócia, daí o reconhecimento oficial.

Curiosidade: eram quase todos do mesmo clube, Queen’s Park, o mais antigo da Escócia, que joga hoje no terceiro escalão. O Granville o South Norwood mandaram dois atletas cada. O Glasgow Rangers era recém-nascido, o Celtic e o Hearts não existiam. Os jogadores foram escolhidos pelo guarda-redes Robert Gardner, que também era capitão, e dizem os relatos da época que se lhes notou a coesão. Do lado inglês o selecionador foi Charles Alcock, que também jogava mas não entrou nesse jogo, por estar lesionado.

MacGregor

As irmãs britânicas defrontaram-se nesse desafio amigável em Hamilton Crescent, em Glasgow, a mesma cidade onde, às 14h (Sport TV1), a atual seleção escocesa se bate com a República Checa a contar para o grupo D, depois de a Inglaterra ter derrotado a Croácia em Wembley (Londres) por 1-0. No jogo oitocentista os escoceses foram de azul-escuro, os ingleses de branco.

Nessa ocasião o árbitro foi o escocês William Keay e na plateia estavam 4000 pessoas ou, nas palavras do jornal “The Scotsman”, “a maior concentração vista em qualquer jogo de futebol na Escócia”, que “incluiu um bom número de senhoras” (elas não pagavam, aos homens era cobrado um xelim, ou 0,05 libras, equivalente hoje 6,76 euros se tivermos em conta a inflação).

Golos é que não houve, ou antes, houve um dos escoceses mas anulado por os árbitros considerarem, em conjunto, que passara por cima da fita encarnada que representava a trave. Ainda assim o “Aberdeen Journal” descreveu a partida como “a melhor alguma vez vista na Escócia” e o desportivo “The Field” contou que “o resultado foi recebido com aplauso avassalador dos espectadores e as ovações que cada onze propôs para os adversários foram continuadas pelos transeuntes até o último membro de ambas as equipas ter desaparecido”.

Durante muito tempo a Escócia quase só jogou contra as outras seleções do Reino Unido (além da Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte). Havia desde 1883 um torneio anual entre as quatro (durou um século), que o resto do mundo considerava superiores. Além disso era difícil do ponto de vista logístico organizar jogos internacionais. A Associação de Futebol Escocesa aderiu à FIFA em 1910, mas todas as quatro saíram em 1928, para só voltar após a II Guerra Mundial.

Hoje o palmarés escocês é modesto: a deste ano é a terceira qualificação para o europeu, após oito idas a mundiais. Nuns e noutros nunca passou da fase de grupos, apesar de proezas como ganhar em 1967 aos ingleses, campeões no ano anterior; ou aos franceses na qualificação para o Euro 2008. Custa a crer que dos primeiros 43 jogos que disputou, só perdeu 2. A primeira partida fora das ilhas foi um 3-2 sobre a Noruega, fora, em 1929.

Foi em 1954, na Suíça, que os escoceses se estrearam nos mundiais (tinham-se qualificado para o torneio de 1950 mas desistiram). Levaram 1-0 da Áustria e 7-0 do Uruguai. Estiveram nas fases finais de 1958, 1974, 1978, 1982, 1986, 1990 e 1998. Nos europeus o currículo fica-se por 1992 e 1996.

Craig Williamson - SNS Group

No europeu deste ano a Escócia estreia-se contra os checos, sob a vigilância de uma equipa de juízes alemã. Nas bancadas poderão sentar-se três vezes mais pessoas, apesar de a capacidade do estádio Hampden Park, sede da seleção escocesa, ser de 48 mil. Coisas da pandemia, claro.

Escoceses e checos encontraram-se 9 vezes desde que estes últimos se separaram amigavelmente dos eslovacos. Cada seleção ganhou quatro jogos e houve um empate, mas em termos de europeus os checos levam a melhor, tendo sido vice-campeões em 1996. Nas décadas anteriores, contra a Checoslováquia — “mãe” da República Checa, campeã europeia em 1976 e olímpica em 1980 —, a Escócia ganhou cinco vezes, perdeu quatro e empatou uma.

Depois deste jogo a Escócia joga com a Inglaterra sexta-feira. Será o 115º encontro oficial entre ambas, sendo que só dois foram nulos como o inaugural. A contabilidade surpreende pelo equilíbrio a quem só prestar atenção aos últimos anos: 48 vitórias inglesas, 41 escocesas, 25 empates.

Segue-se no calendário a Croácia, dia 22 (sexto encontro, tendo a Escócia vencido dois e empatado três, sem derrotas). O exército do tartan — nome dado ao típico xadrez do traje nacional escocês — espera que da combinação dos três jogos saia a passagem pela primeira vez aos oitavos-de-final.