Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020

Se não ganharem a estes, não ganham a ninguém

"Podemos contar que a Hungria vai jogar com alma, mas sabemos igualmente que Portugal tem jogadores de qualidade que chegam e sobram", escreve Paulo Baldaia

Paulo Baldaia

Alex Livesey - UEFA

Partilhar

Não era preciso que a Hungria jogasse em casa para ser um osso duro roer, como comprovam os 3-3 do último Europeu, em que Portugal andou sempre a correr atrás do prejuízo. Os magiares têm no guarda-redes, Gulácsi, nos centrais, Orban e Attila Szalai, e no ponta-de-lança, que também se chama Szalai, os seus maiores trunfos e não têm nada a perder, porque é suposto ficarem em último.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler