Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020 - descrição

Euro 2020 - descrição

Euro 2020

Sem a Coca-Cola "não poderíamos organizar um torneio com tanto sucesso para jogadores e adeptos" - responde a UEFA à atitude de Ronaldo

Cristiano Ronaldo mandou retirar duas Coca-Colas das mesas da conferência de imprensa, dizendo que preferia água. A Tribuna Expresso teve acesso à reação da UEFA sobre o caso

Conceição Antunes

HUGO DELGADO/LUSA

Partilhar

A parceria com a Coca-Cola tem sido "essencial" para que se possam fazer torneios de futebol e desenvolver várias outras modalidades desportivas em toda a Europa e a marca disponibiliza "aos jogadores e treinadores uma variedade de bebidas nas conferências de imprensa", incluindo água - é esta a resposta da UEFA depois de Cristiano Ronaldo ter mandado retirar a Coca-Cola das mesas da conferência de imprensa, alegando que preferia água, em imagens que se tornaram virais.

Sem o apoio de marcas como a Coca-Cola, "não poderíamos organizar um torneio com tanto sucesso para jogadores e adeptos, nem investir no futuro do futebol a todos os níveis", sublinha ainda UEFA, lembrando que sua parceria com a Coca-Cola Company decorre desde 1988, tendo esta empresa "uma longa tradição de apoiar todos os desportos nos seus vários níveis" e que tem permitido "investir no futebol a todos os níveis".

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler