Tribuna Expresso

Perfil

Euro 2020

“Se não tem medo porque é que o diz?”

Depois da derrota frente à Alemanha, Bruno Vieira Amaral faz um pedido à Seleção Nacional: a próxima vez que encontrarmos os alemães, entremos com medo. Nem muito, nem pouco. O suficiente apenas para não ficarmos parados nos carris a ouvir o canto do inevitável

Bruno Vieira Amaral

Philipp Guelland / POOL/EPA

Partilhar

Esta história passou-se no início dos anos 60 em Lisboa, na Baixa. Dois homens que aguardavam numa fila para o café entraram em discussão sobre quem teria chegado primeiro. Ao fim de uma troca de palavras mais ríspida, o que se antecipara, mais alto, virou-se para trás e disse ao outro homem: “olhe que eu não tenho medo de si.” Baixo, ar brigão, rosto sólido, este respondeu-lhe com uma pergunta, sem pestanejar: “Se não tem, porque é que o diz?”

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler