Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Euro 2020

Portugal já perdeu!

Até pode ser que no pontapé na bola acabe por ganhar aos franceses, este Europeu de futebol é já uma derrota para a FPF e para a seleção que representa Portugal, na mesma linha do governo português, escreve Paulo Baldaia, por invocar “um dever de neutralidade” a que só os fracos se podem agarrar quando se trata de combater a homofobia.

Paulo Baldaia

Alex Pantling/Getty

Partilhar

Cristiano Ronaldo foi vítima da homofobia de muitos adeptos húngaros, no dia em que a selecção deles jogou contra Portugal, e a Federação Portuguesa de Futebol ignorou o assunto, tal como a UEFA. O episódio foi tema de grande destaque aqui ao lado, em Espanha, mas passou meio despercebido por cá.

Um estádio a gritar “Cristiano homossexual, homossexual, homossexual”, acreditando que desta forma o estariam a ofender, não mereceu sequer uma ameaça de abertura de um processo, como fizeram a Neuer por ter usado uma braçadeira com as cores do arco-íris. A Federação também não apresentou queixa e Portugal tem hoje um jogo naquele estádio, em que estarão novamente adeptos húngaros. Veremos se a cena se repete.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler