Tribuna Expresso

Perfil

Euro 2020

Vialli e Mancini: futebol à beira-campo

Bruno Vieira Amaral olha para o simbolismo do abraço entre Vialli e Mancini, na vitória da Itália frente à Áustria, no mesmo estádio em que os dois perderam a final da Taça dos Campeões Europeus. "O forte abraço que deram sentimo-lo todos. Também nós fomos abraçados: pela amizade entre os dois, pelas memórias de infância, pela beleza das histórias do futebol à beira-campo"

Bruno Vieira Amaral

LAURENCE GRIFFITHS

Partilhar

O golo de Federico Chiesa foi uma maravilha – aquele domínio de nariz, brilhante – mas o momento que tive de rever várias vezes foi aquele em que Gianluca Vialli saltou do banco para festejar com o velho amigo Mancini. Nem tudo o que acontece fora das quatro linhas é irrelevante. Por muito que se goste do jogo jogado – e eu gosto – o jogo festejado, o jogo contado, as histórias que se desenrolam nas margens, também são futebol. De primeira água.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler