Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Doping financeiro: como a Gazprom fez batota para financiar o clube de Putin

A UEFA escondeu como a Rússia fez doping financeiro com os seus clubes de futebol, numa violação clara das regras de “fair play” financeira. Empresas estatais russas controladas pelo governo de Vladimir Putin gastaram mais de 1500 milhões de euros em quatro equipas de topo, incluindo o Zenit e o Lokomotiv

TEXTO CRAIG SHAW ZEYNEP ŞENTEK (THE BLACK SEA) E YANN PHILLIPIN (MEDIAPART)*

O FC Zenit de São Petersburgo, o clube favorito do presidente Vladimir Putin, é detido pela empresa estatal Gazprom

ANTON VAGANOV

Partilhar

Numa manhã fria de novembro em Nyon, na Suíça, na sala Ebbe Schwartz da Casa do Futebol Europeu, sede da UEFA, cerca de duas dúzias de homens estão reunidos para discutir o mercado de futebol da Rússia.

São figuras de primeira linha do Comité de Controlo Financeiro de Clubes (CFCB) da UEFA, da Federação Russa de Futebol, e daquele que é sem dúvida o maior clube da Rússia, a equipa favorita do presidente Putin, o FC Zenit de São Petersburgo.

A reunião foi pedida por Jean-Luc Deheane, ex-primeiro ministro da Bélgica e investigador-chefe da Câmara de Investigação do CFCB da UEFA, que nos últimos meses liderou uma investigação sobre as finanças do Zenit e, em particular, sobre a natureza dos acordos de patrocínio que tem com com a sua empresa proprietária, a Gazprom.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)