Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Onde, como, quando e porquê: tudo o que quis saber de Rui Pinto

Uma viagem no tempo da história do Football Leaks que implica muitos pontos de vista de discussão sobre o português que está por detrás de uma impressionante e massiva fuga de informação

Partilhar

O caso Rui Pinto é um desafio para a Justiça europeia. O único denunciante conhecido do Football Leaks foi extraditado para Portugal numa altura em que colaborava com vários países europeus, no combate à corrupção no seio da União Europeia.


A chegada de Rui Pinto a Portugal levanta várias dúvidas

Deve ser olhado como um denunciante, que a Justiça deve proteger, ou como um pirata informático, que as autoridades devem responsabilizar? O que vai acontecer à informação apreendida ao português na Hungria?

São dúvidas que a equipa da Investigação SIC desta quinta-feira tenta responder.

DAS SUSPEITAS À EXTRADIÇÃO

Rui Pinto terá acedido, em setembro de 2015, ao sistema informático da Doyen, com sede em Malta, que celebra contratos com clubes de futebol e Sociedades Anónimas Desportivas (SAD).

É também suspeito de aceder ao email de elementos do conselho de administração e do departamento jurídico do Sporting e, consequentemente, ao sistema informático da SAD leonina.

O colaborador do Football Leaks foi extraditado para Portugal numa altura em que colaborava com vários países europeus, no combate à corrupção no seio da União Europeia. França, por exemplo, garantiu a Rui Pinto um programa de proteção de testemunhas.