Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Rui Pinto (que já chegou a Lisboa) é candidato a prémio da esquerda parlamentar europeia

Grupo político que inclui o PCP e o BE colocou o denunciante do Football Leaks numa lista em que também está Julian Assange, o editor do WikiLeaks. Rui Pinto já aterrou em Portugal - chegou ao início da noite desta quinta-feira

João Pedro Barros

Partilhar

Rui Pinto é um dos seis nomeados da segunda edição do prémio “Jornalistas, denunciantes e defensores do direito à informação” atribuído pela Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde, o quinto grupo político mais numeroso do parlamento Europeu e do qual fazem parte o PCP e o BE.

O denunciante do Football Leaks, que chegou esta quinta-feira a Portugal, para onde foi extraditado para responder às autoridades portuguesas por crimes de violação de segredo, ofensa a pessoa coletiva, extorsão na forma tentada e acesso ilegítimo, figura como candidato ao lado do australiano Julian Assange, o editor do WikiLeaks que se encontra exilado na Embaixada do Equador em Londres desde 2012.

Estão ainda nomeados mais quatro denunciantes: a búlgara Katya Mateva, que revelou um esquema de vistos gold no seu país, a iraniana Yasmine Motarjemi, que expôs lapsos de segurança alimentar na Nestlé, o espanhol Luis Gonzalo Segura, que denunciou corrupção no exército espanhol, e o britânico Howard Wilkinson, que espoletou um caso relacionado com lavagem de dinheiro no Danske Bank.

O prémio é atribuído a pessoas que “tenham sido intimidadas e/ou perseguidas por revelar a verdade e expô-la em público” e foi criado em honra de Daphne Caruana Galizia, uma jornalista assassinada em 2017 quando investigava crimes de corrupção e lavagem de dinheiro que envolviam políticos malteses.

O vencedor será anunciado a 16 de abril, em Estrasburgo, França, e irá receber 5000 euros. O júri é composto por seis pessoas: dois deputados europeus, três jornalistas e uma ex-denunciante.