Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Rui Pinto já está nas instalações da Polícia Judiciária em Lisboa

Denunciante do Football Leaks deve pernoitar no estabelecimento prisional anexo e ser esta sexta-feira presente a juiz de instrução criminal

Expresso

Partilhar

Rui Pinto já está nas instalações da Polícia Judiciária em Lisboa, aonde chegou por volta das 19h30 desta quinta-feira, num carro que trocou as voltas à comunicação social que esperava o denunciante do Football Leaks. Pinto foi extraditado da Hungria para Portugal para responder por dois crimes de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva, um de extorsão na forma tentada e dois de acesso ilegítimo, todos relacionados com documentos do Sporting e do fundo de investimento Doyen.

O alegado “hacker” deve pernoitar no estabelecimento prisional anexo à Polícia Judiciária, para ser presente na sexta-feira a juiz de instrução criminal e, eventualmente, falar dos crimes pelos quais está indiciado. Uma vez em território português, tem de ser ouvido no prazo de 48 horas.

Rui Pinto - que já expressou por várias vezes não ter qualquer confiança na justiça portuguesa - será conduzido ao Tribunal Central de Instrução Criminal, no Campus da Justiça, em Lisboa, onde ficará a conhecer as medidas de coação que lhe serão impostas. Como arguido, pode optar por remeter-se ao silêncio.

O português esteve em prisão domiciliária entre 18 de janeiro e 5 de março, em Budapeste, e encontrava-se preso efetivamente desde esse dia, após a decisão da justiça da Hungria que acedeu ao pedido de extradição das autoridades portuguesas.